COMPARTILHAR
Kristen Bicknell - WSOP Brazil

A canadense Kristen Bicknell é uma das estrelas do time do partypoker que foi trazido para a WSOP Brazil. Dona de dois braceletes da WSOP, em Las Vegas, ela soma mais de US$ 950 mil em premiações ao vivo.

Pela primeira vez em solo verde e amarelo, ela honrou a reputação e fez bonito. Kristen chegou à mesa final dos dois mais importantes torneios do evento, ficando com a quinta colocação no Super High Roller e na sétima colocação do Main Event.

Após uma semana de imersão no cenário do poker brasileiro e com dois grandes resultados, ela falou ao SuperPoker sobre a sua experiência no país. Confira.

Você chegou na mesa final dos dois principais torneios do evento. Como foi essa experiência no Brasil para você?

Foi muito divertido, em termos de poker, é absolutamente um sonho fazer a mesa final nos dois torneios, de forma consecutiva, e em torneios grandes ainda. Obviamente, o resultado em ambos não foi o que eu queria, mas ainda foi muito divertido ir tão longe.

Como foi a reação das pessoas nas suas redes sociais? Recebeu muitas mensagens?

Sim! Aliás, eu queria dizer muito obrigado a vocês, todos os jogadores aqui no Brasil, meus amigos, o partypoker, eu recebi um apoio incrível e, pode soar engraçado, mas sinto que esse tipo de coisa me ajuda a ter sorte. Quando todos estão torcendo para você, existe aquela energia boa, então agradeço muito por isso.

Kristen Bicknell - WSOP Brazil
Kristen Bicknell – WSOP Brazil

Você conseguiu fazer algo off-poker em São Paulo?

Na verdade, não (risos). Eu estava aqui até quatro da manhã todos os dias, eu sinto que minha rotina inteira foi levantar, talvez ir para a academia do meu hotel e depois jogar poker, mas foi bem divertido ainda.

Você tem dois braceletes, mas ainda não é tão conhecida no país. Acha que os jogadores te trataram de forma diferente nas mesas?

É uma boa pergunta, acho que é uma mistura. Tudo é novo para mim, mas estou acostumada a ser a garota desconhecida, que todos perguntam “quem é ela?”. Ninguém me conhecia, eu não tinha uma reputação, mas agora isso está mudando. Durante o torneio, tive pessoas me perguntando sobre os braceletes, e eles ficavam surpresos, impressionados. Eu não pareço o típico jogador de poker, certo? Então isso confunde as pessoas, mas no geral todos foram muito legais comigo.

O que significa para a sua carreira ser do time de profissionais do partypoker?

Tem sido incrível, eles são a razão de eu estar aqui, me convidaram para este evento, e eu sou muito grata pela experiência, porque isso me permite jogar mais. O meu principal objetivo no poker é jogar bem e mostrar que as mulheres podem jogar bem, quero competir no nível mais alto que eu posso, eu adoraria competir contra os melhores e acho que, se eu trabalhar duro, talvez consiga. Tento ser um bom modelo para as mulheres no poker, jogando o meu melhor. Coloco muita pressão em mim mesma para jogar bem, tento trabalhar duro, e esse patrocínio me ajuda bastante.

É uma grande honra representar um site como o partypoker, que é tão focado nos jogadores, estão realizando esses eventos incríveis, toda vez que tive um problema nesses meses que estive com o partypoker, eles resolveram de uma maneira que eu achei excelente, sempre reembolsam jogadores quando têm problemas, os eventos são ótimos, eles são cruciais para o poker neste momento. O poker online chegou a um estado em que todos estavam questionando seu futuro e o que eles estão fazendo agora é abrilhantar o futuro. Eu amo poker, nós amamos poker, precisamos do poker online e desses eventos, é muito legal viajar para todos esses lugares, conhecer pessoas, grandes torneios, é tão divertido. Em Punta Cana, estarão milhares de jogadores e estou ansiosa para isso.

Kristen Bicknell - WSOP Brazil
Kristen Bicknell – WSOP Brazil

Você falou sobre ser um modelo para as mulheres. O que você acredita ser necessário para mais mulheres entrarem nesse meio?

Essa é uma pergunta que eu realmente não sei a resposta. Eu me sinto um pouco diferente da maioria das mulheres, porque gosto muito do poker e toda minha vida tem sido sobre isso, mas eu não sei quantas meninas querem isso. O importante é que os homens se preocupem em deixar as mulheres confortáveis nas mesas, porque algumas não se sentem bem jogando contra vários homens. Acho que ter eventos Ladies ajuda mulheres a entrar no poker, porque elas não se sentem intimidadas.

Eu sou uma pessoa completamente não intimidadora e consigo jogar contra os homens, então com certeza outras mulheres podem também. Eu espero que elas me vejam e percebam que podem jogar também. É difícil de responder, mas o que me chateia é quando algumas mulheres comentam que não querem jogar porque não são bem tratadas, esse é um grande problema e é algo que podemos mudar.

E aqui, você se sentiu confortável nas mesas?

Sim, todos foram amigáveis, no geral. Foi uma experiência interessante porque eu não falo português, então foi divertido, mas eu estou acostumada a ser uma das únicas garotas, eu cresci correndo de kart, por isso sei como é estar em um meio dominado por homens, é natural para mim.

Com tudo isso que você disse, podemos esperar você outra vez aqui no Brasil?

Definitivamente eu voltarei para os próximos eventos, foi muito divertido. Existe muita emoção no poker aqui e eu gosto disso, é uma boa mudança. O trabalho que vocês estão fazendo, nas redes sociais e tudo mais, valorizando o torneio, faz tudo ser melhor ainda. Eu adoraria fazer parte disso de novo.