COMPARTILHAR
Alexandre Ferreira Omaha Turbo NPS Recife
Cravada no PL Omaha valeu bicampeonato do torneio em sequência

Quando o Nordeste Poker Series passou por Recife pela última vez, em setembro do ano passado, o paraibano Alexandre Gomes perseguia o primeiro título no festival. Muita coisa mudou de lá pra cá. Naquela oportunidade, ele atingiu o objetivo e repetiu o feito no Grand Final. Agora, na primeira etapa do ano, Alexandre levou mais um título. O terceiro em sequência.

A cravada foi ainda mais especial porque veio na modalidade preferida dele, o Omaha. E foi a segunda em sequência. Alexandre havia sido campeão do mesmo PL Omaha Turbo no Grand Final. A nova vitória na modalidade das quatro cartas valeu o prêmio de R$ 3.000 para o grande campeão.

A boa fase demorou a chegar, é a questão do longo prazo, né? Consegui fazer três mesas finais e nas três eu consegui ficar com a cravada. Eu acho que a estratégia para a reta final está dando certo”, falou Alexandre. “Muito feliz, nada melhor do que ter todo o estudo e a dedicação ao esporte sendo recompensado”, completou.

Ele também falou sobre a hegemonia na modalidade. “A experiência vale bastante na questão do Omaha. O pessoal não está habituado a jogar e comete mais erros. Isso é muito bom pra quem tem um pouquinho mais de experiência. A gente consegue jogar em cima do erro do oponente e o caminho mais lucrativo que tem”, explicou.

Apesar do Nordeste Poker Series estar apenas na primeira etapa, muitos jogadores já manifestaram a vontade de concorrer ao ranking. O paraibano é um deles. “Eu quero entrar nessa disputa. Eu acho que tem começar logo no início mesmo, já tenho que jogar a primeira etapa como se fosse a última, jogar multitabling, tentando fazer fichas, jogar para frente. Pretendo disputar esse Corolla com a galera”, revelou, lembrando do prêmio.

No primeiro título, Alexandre contou que ouvia muita falinha da namorada, que já tinha um troféu do Ladies. “Agora complicou para ela”, disse o campeão, aos risos. “Ela não pôde vir para Recife, só vai jogar em Fortaleza. Tá 3 a 1 e ainda está aberto para mim, tem alguns torneios até o fim desta etapa. Posso conseguir mais alguma coisa”, finalizou Alexandre.

A mesa final do torneio contou com vários regulares do circuito, como Hugo Leonardo, outro especialista no Omaha. O 3-handed foi contra Marcelo Gadelha, que também tem título na modalidade e o potiguar Pedro Felipe.

Confira a premiação final:

1º – Alexandre Ferreira Gomes – R$ 3.000

2º – Pedro Felipe – R$ 2.150

3º – Marcelo Gadelha – R$ 1.350

4º – Diego Santos – R$ 1.050

5º – Apuleu Monteiro – R$ 800

6º – Joseph Pereira – R$ 650

7º – Hugo Leonardo – R$ 500

O Nordeste Poker Series, maior circuito de poker da região, é patrocinado pelo 888poker. Abra a sua conta!

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.