COMPARTILHAR
José Arenstein - BSOP Millions
José Arenstein - BSOP Millions

A vitória no primeiro ranking de Mixed Games da história do BSOP ficou com um jogador que pode não ser muito conhecido do grande público, mas com certeza é muito admirado por aqueles que jogam as modalidades menos convencionais. Chegando aos 935 pontos após o tricampeonato no 8-Game Mix, José Arenstein se tornou o primeiro Campeão Brasileiro de Mixed Games mesmo antes do fim do PLO Dealers Choice.

Isso porque, com o field registrado no torneio, o campeão levaria no máximo 260 pontos, e Arenstein possuía uma vantagem de 265 para José Gaudêncio Jr, o segundo colocado. Engenheiro mecânico formado pela Universidade de São Paulo (USP), Arenstein é jogador recreativo, mas bate de frente com os principais nomes do país quando o assunto são os Mixed Games. Na WSOP deste ano, ele chegou a fazer duas retas finais nas modalidades mistas.

VEJA MAIS: Felipe Mojave acerta “um dos calls mais difíceis da vida” no BSOP Millions; confira

Com o título confirmado, Arenstein comemorou de forma discreta, e fez questão de reconhecer os adversários e amigos que fizeram parte da caminhada. Em entrevista ao SuperPoker, ele falou sobre a alegria pelo título, falou sobre sua trajetória nos Mixed Games, os planos para 2019 e muito mais.

José Arenstein - BSOP Millions
José Arenstein – BSOP Millions

Sendo o primeiro Campeão Brasileiro de Mixed Games da história, como você se sente?
As minhas previsões mais otimistas no começo do ano se concretizaram, foi um ano pleno para mim, estou muito contente.

Você acredita que ser recreativo ajuda a sentir menos pressão?
Acredito que é indiferente, porque tem muitos recreativos habilidosos, profissionais habilidosos, então no fim das contas acho que não faz diferença.

Você parece sempre chegar nas retas finais do Mixed e tem algumas cravadas. Terminar com o troféu de campeão é uma sensação diferente?
É totalmente diferente, porque qualquer posição que não seja o título é uma frustração na verdade, então você cravar é a verdadeira felicidade no poker.

Como você começou a se interessar pelos Mixed Games?
Eu comecei a jogar aqui no próprio BSOP, acho que em 2015 ou final de 2014. Joguei sem saber as regras e fui aprendendo, gostei porque é um jogo diferente, vi que tem mais técnica, outros tipos de ação, foi por causa disso.

VEJA MAIS: Maior High Rollers da história do BSOP Millions pagará R$ 641.600 para o campeão

De que forma você busca melhorar seu jogo hoje?
Eu não estudo nada, na verdade só nas próprias etapas do BSOP, cada etapa é um aprendizado para mim, então é só jogando mesmo.

Gostaria de falar sobre seus concorrentes na disputa?
Começando pelo pessoal do 8-Game, todos de altíssimo nível: Rogerinho [Siqueira], [Rodrigo] Garrido, Murilo [Figueredo], o Pedro Marte, que inclusive deu o hero call mais fenomenal que já vi e me capotou de um torneio em um momento crítico. No pessoal de Omaha, tem a galera casca grossa que é o [Pedro] Todorovic, Kadu [Campion], o [José Carlos] Belém, campeão do ranking, o [José] Gaudêncio que também merecia ser campeão, um abraço pra ele. E também os outros nomes, que não participaram de todos os de Mixed, mas ajudaram a elevar o nível, o [Paulo] Gini, Saulo Sabioni, Caio Hey, [Ricardo] Nakamura, Akkari, Decano, etc.

José Arenstein - BSOP Floripa
José Arenstein – BSOP Floripa

Já sabe quais os planos para a temporada 2019?
Sim, eu pensei e vou disputar exatamente os mesmo torneios e tentar o bi.

Em que momento da temporada você começou a pensar no ranking?
Eu comecei já bem na primeira etapa e me mantive entre os primeiros, então eu sempre soube que eu estava ali e que ia ser definido aqui no Millions mesmo.

Você não reclama quando perde, pouco comemora quando ganha, é sempre discreto, focado, isso é uma coisa sua ou algo que mostra nas mesas?
Acredito que seja uma coisa minha, mas a primeira coisa que um jogador de poker tem que aprender é que você tem que fazer seu melhor e chega um momento em que não depende de você, mas da sorte, por isso é um jogo tão legal. Muitas vezes você vai perder estando à frente, ganhar estando atrás e tem que aprender que faz parte do jogo.

Gostaria de agradecer amigos e família que te acompanham?
Queria agradecer o pessoal do home game que eu jogo: “ZB”, “Bolinha”, “Tilt”, “Colodoro”, “Monstro”, entre outros, a Camila, que sempre me acompanhou em algumas etapas, foi muito parceira. Também queria agradecer o pessoal da mídia, vocês do SuperPoker, os dealers, staff e todos os funcionários do BSOP. E para finalizar, um beijo muito especial para minha filha Anike.

Confira o cronograma das transmissões do BSOP Millions:

05/12 – 14h – Main Event – Dia 4
06/12 – 14h – Main Event – Dia Final

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.