COMPARTILHAR
Cláudia Rodrigues - BSOP Millions
Cláudia Rodrigues - BSOP Millions

Cláudia Rodrigues marcou época como atriz e comediante na televisão brasileira. Com participações de destaque em programas como “Sai de Baixo”, “Zorra Total”, entre vários outros, a carioca despontou de vez como a protagonista do seriado “A Diarista”. Em 2000, Cláudia recebeu o diagnóstico de Esclerose Múltipla (EM), doença autoimune e sem cura, que afeta principalmente mulheres de 20 a 40 anos.

Segundo a ABEM (Associação Brasileira de Esclerose Múltipla), a doença “faz com que as células de defesa do organismo ataquem o próprio sistema nervoso central, provocando lesões cerebrais e medulares.” Os sintomas são diversos, entre eles: fadiga intensa, depressão, fraqueza muscular, alteração do equilíbrio da coordenação motora, dores articulares e disfunção intestinal e da bexiga.

VEJA MAIS: Marcelo Mesqueu evita clima de “já ganhou” e foca nos Mixed Games no BSOP Millions

Desde o diagnóstico, a atriz luta para mitigar os sintomas da doença, passando por altos e baixos e chegando a fazer um transplante de células-tronco em 2015. Hoje, aos 49 anos, em uma cadeira de rodas, ele mantém o sorriso e o bom humor de sempre e tem no poker um aliado na batalha. A “Marinete” da TV participou do Desafio das Estrelas do BSOP Millions, chegando até a mesa final. Em entrevista ao SuperPoker, ela explicou a importância do poker em sua reabilitação.

Cláudia Rodrigues - BSOP Millions
Cláudia Rodrigues – BSOP Millions

“É muito bacana jogar, porque eu estou aqui também fazendo uma reabilitação cognitiva por conta da esclerose”, contou. “É muito bacana você ficar vendo os naipes, pensando nas sequências, pensando ‘o que esse cara vai apostar?’, olha na cara da pessoa. Tem gente que é muito esperta nisso, eu fico aqui e rio mais, mas acho que sei jogar. Sei alguma coisinha, mas tenho muita sorte, ganhei duas vezes aqui que ninguém acreditou (risos).”

A interação com os companheiros de mesa também faz do poker um grande hobby de Cláudia nos últimos tempos. “O poker ajuda sim, a gente fica na mesa e quando pega uma legal, é muito bacana”, explicou. “Mesmo que você não ganhe, o fato de estar aqui apostando e trocando com as pessoas é muito bacana. Às vezes você pega uma mesa mais ou menos, não está tão animada e tem gente bem invocada (risos).”

O BSOP Millions contará com seis dias de transmissão ao vivo no SuperPoker. Confira o cronograma:

29/11 – 14h30 – Super High Roller – Dia Final

30/11 – 14h30 – Pot-Limit Omaha High Roller – Dia Final

02/12 – 14h30 – Main Event – Dia 2

03/12 – 14h30 – Main Event – Dia 3

04/12 – 14h30 – Main Event – Dia 4

05/12 – 14h30 – Main Event – Dia Final

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.