COMPARTILHAR
Mixed Games com Yuri Martins: 2-7 Single Draw
Mixed Games com Yuri Martins: 2-7 Single Draw

Sendo sincero, não sei por que 2-7 é considerada uma modalidade de poker. A forma de jogar e o ranking das mãos não têm a mínima ligação com outras modalidades de poker. A única parte em comum são os blinds e o botão.

De qualquer forma, sendo poker ou não, é um jogo muito divertido!No post de hoje, vou focar em algumas estratégias básicas. Se você ainda não sabe as regras, você pode encontrar em vários sites na internet, inclusive em português.

2-7 No-Limit Single Draw:

Na minha opinião, esse formato é muito mais simples que a versão triple draw. Por quais motivos você acha isso, Yuri?

Por ter apenas uma troca, fica muito mais fácil de equilibrar a relação entre valor e blefe para cada tamanho de aposta. Basta entender um pouco de pot odds e matemática que você chega a uma estratégia inexplorável. Outro fator a favor de quem tem uma boa experiência, é o jogo ser no formato No-Limit. Esse detalhe nos permite encontrar estratégias exploráveis e usar diferentes tamanhos de apostas de acordo com as leituras que temos dos oponentes.

Podemos colocar muita pressão em jogadores tights com pouca experiência, contra jogadores que nunca foldam, podemos jogar mais tight, nunca blefar, apostar quantias enormes apenas por valor e ganhar potes gigantes.

Antes de passar algumas estratégias, vou deixar um glossário para facilitar a vida do leitor:

One card draw (OCD) – Quando temos uma mão que trocará apenas uma carta no descarte.
Two card draw – Quanto temos uma mão que trocará duas cartas no descarte.
Stand pat – Não trocar nenhuma carta na rodada de descarte.
Pat hand – Uma mão que não trocará cartas no descarte.

Matemática básica:

Sabem a regra do “número de outs x 2” para descobrir qual a porcentagem que você acertará sua mão na próxima street do No-Limit Hold’em? Ela se aplica ao 2-7 Single Draw também.

Exemplo:
Se você tem 12 outs para acertar uma mão forte, você terá aproximadamente 24% (12×2=24) de chance de formar essa mão.

Outras duas informações importantíssimas:

J low é favorito contra one card draw;


Q low é muito favorito contra two card draw;

Q-Low vs Two card draw
Q-Low vs Two card draw

Estratégias de open raise pre-draw (mesa 7-handed):

Em posições iniciais, você pode abrir qualquer Pat hand “T low” e one card draw (OCD) para um “9 low”. Em casos de “J low” em posições iniciais, aconselho você jogar apenas “J9 low” para poder trocar o “J” caso algum oponente dê call em posição. Se o seu “J9” for muito ruim para trocar, devemos dar stand pat e torcer para o oponente não nos blefar depois de darmos check.
Conforme for se aproximando do botão, vamos expandindo esse range linearmente, a ponto de podermos abrir qualquer one card draw (OCD) para “J low” no botão. Dependendo de como jogam os blinds, podemos considerar abrir two card draws (TCD) bons do botão (237, 247, 238, 248…).

3bet:

Pat hands: “9 low” podemos 3betar contra qualquer posição, “T low” pode ser um bom 3bet contra qualquer posição também, só será um 3bet ruim contra jogadores muito tights abrindo do UTG. Um “J low” fraco podemos 3betar vs CO, BTN e SB, mas vs EP se torna um 3bet bem marginal.
One card draws: Os melhores one card draws são bons 3bets por valor: 2347, 2358, 7532… É interessante deixar alguns deles no range de call eventualmente para que sua estratégia não fique transparente.
Para usar como 3bet bluff, gosto de one card draws que não jogam tão bem multiway e se beneficiam muito de folds pré-flop. Por esse motivo, devemos 3betar light especialmente contra posições finais, contra os ranges mais fracos. Mãos como 8654, 9874, T872 são ótimas candidatas.

Estratégias “pós descarte”

É muito complicado falar sobre estratégias “pós descarte” de forma geral, pois nossa estratégia varia de acordo com nossos oponentes. Por esse motivo, nos primeiros níveis de blind dos torneios de 2-7 Single Draw, gosto de prestar muita atenção em todos os detalhes. Identifico os perfis de cada oponente e jogo bem tight nesse momento.

De forma geral, uma estratégia que funciona muito bem é: seja muito agressivo no ataque e mais tight na defesa. A maior parte do nosso EV (valor esperado de ganho) vem das nossas apostas por valor e dos nossos bluff catchers (quando pegamos o oponente blefando), porém, para acertar bons bluff catchers temos que encontrar bons motivos para isso, temos que ter certeza que o oponente é capaz de blefar baseado no histórico de mãos.

Outra dica importante: Lembrem-se que esse jogo é NO LIMIT. Não se limite a apostas de 1/3, 2/3 ou ¾ do pote. Podemos apostar 3x o pote como podemos apostar 10%. Seja criativo, seja inteligente e imprevisível. Esse é um excelente jogo para usar nossa criatividade. Segundo Phil Galfond, 2-7 No-Limit Single Draw é “a mais pura forma de poker”. Existe muita intuição, matemática e observação envolvida.

Agora que você já tem uma boa base da estratégia, bora praticar? Com esses conceitos tenho certeza de que vocês já estarão bem a frente dos fields de low e mid stakes online. Espero que vocês ganhem um SCOOP ou WCOOP com essas dicas! Se ganharem, mandem uma mensagem no meu Instagram. Ficarei muito feliz de ver os resultados.

Indico você a assistirem alguns replays de mesas finais no Youtube antes das séries começarem. Espero que tenham gostado de mais esse artigo de mixed games!
Até a próxima! Na parte 2, falarei sobre 2-7 Triple Draw!
Grande abraço!

Yuri “theNERDguy” Dzi

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.