COMPARTILHAR
Adriano Fernandes - Campeão 6 Max - BSOP Curitiba
Adriano Fernandes - Campeão 6 Max - BSOP Curitiba

Adriano Fernandes já possuía alguns troféus de eventos paralelos do BSOP, mas nunca havia terminado no topo. Quando a série voltou à sua cidade, a motivação foi redobrada para buscar o primeiro título. Após bater na trave várias vezes, ele se sagrou campeão do 6-Max do BSOP Curitiba, batendo um field complicado de 132 jogadores para levar o prêmio principal de R$ 36.460 jogando em casa.

“É indescritível para mim, porque eu sou daqui e depois de um bom tempo o BSOP está de volta aqui em Curitiba, então cravar um torneio paralelo como é o 6-Max, que o field estava duríssimo, é muito gratificante e para mim”, comemorou Adriano. “É ainda muito interessante porque eu tinha alguns troféus de BSOP já de torneios paralelos, mas nunca de campeão. Alguns de segundo, alguns de terceiro, e agora pela primeira vez um de campeão, estou muito feliz mesmo.”

Pódio 6 Max - BSOP Curitiba
Pódio 6 Max – BSOP Curitiba

O título veio em um dos torneios preferidos do campeão, que precisou superar uma mesa final com nomes como o boliviano Gustavo Robles, finalista do Main Event em Foz do Iguaçu, Caio Hey, Felipe Beltrane, Fernando Araújo e Eduardo Sbruzzi, campeão do Turbo Knockout em Curitiba. “É um torneio muito bom de jogar, você fica muito confortável na mesa”, contou o campeão. “Tem que usar um range mais largo, saber usar bem a agressividade, então acho bem interessante. Dos torneios paralelos é um dos meus preferidos.”

Adriano explicou sua estratégia para enfrentar os craques na mesa final. “Eu era o segundo em fichas, então usei uma estratégia de não me envolver com o chip leader, que era o Caio Hey, e tentei pressionar os médios. No final das contas, todo mundo ficou médio, a média do torneio diminuiu bastante, os blinds ficaram muito altos e aí as pessoas foram caindo naturalmente. Eu consegui dobrar em um momento chave e aí foi rumo à vitória.”

Levar o primeiro título do BSOP em casa foi a motivação perfeita para o BSOP Millions, para o qual Adriano já conquistou uma vaga através de satélites. “Ganhar em casa é indescritível mesmo, espero que o BSOP agora esteja todo ano aqui em Curitiba, não saia mais do calendário. Irei para o Millions com certeza, já temos a vaguinha puxada lá.”

1 – Adriano Fernandes – R$ 36.460

2 – Gustavo Robles – R$ 24.860

3 – Caio Hey – R$ 18.730

4 – Eduardo Sbruzzi – R$ 14.420

5 – Felipe Beltrane – R$ 11.440

6 – Fernando Araújo – R$ 8.620

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.