COMPARTILHAR
Alan Poletto campeão do 6-handed Turbo Knockout do BSOP Millions
Alan Poletto campeão do 6-handed Turbo Knockout do BSOP Millions

Por se tratar de um evento que recebe uma multidão de jogadores, conquistar um título do BSOP Millions é um feito grandioso, se tornar bicampeão é algo que fica na história. Até o último dia de competição, o maior evento de poker da América Latina em 2018 não possuía um jogador com dois títulos, mas Alan Poletto fez questão de quebrar o tabu, no último torneio da grade, o 6-handed Turbo Knocktout.

Com a vitória o jogador recebeu a forra de R$ 43.370. “Diferente do primeiro título, esse me deu uma satisfação maior, pois se no outro eu tive uma runnada, nesse eu acho que fui um dos melhores do jogo, foi onde conseguimos tecnicamente jogar o jogo”, festejou o campeão que concluiu comemorando o feito inédito. “É indescritível ser o único bicampeão do BSOP Millions 2018”.

Diferentemente do primeiro título, no 100K Só Mesa Final Premia em que ficou com apenas três blinds, no segundo título o jogador sempre figurou entre os líderes, chegando na mesa final como chip leader. “Eu não comecei a decisão muito bem, acabei perdendo alguns potes e também a liderança, mas me mantive bem tranquilo e as coisas voltaram acontecer e no heads-up já cheguei com vantagem e só foi administrar”, resumiu a trajetória na reta final.

VEJA MAIS: Leocir Carneiro é o grande campeão do Main Event do BSOP Millions: “não tenho palavras”

O 6-handed Turbo Knockout é considerado um dos eventos mais difíceis do cronograma por dois motivos: jogar em uma mesa reduzida em que os jogadores acabam se expondo mais e por ser Knockout, fator que aumenta ainda mais a agressividade.

O campeão falou sobre como lidou com a dinâmica. “Muda totalmente, pois os jogadores acabam indo para o chão mais, querem o bounty do adversário de toda maneira. Eu prefiro jogar potes menores, tanto é que faltando três mesas possuía apenas um bounty. Mas por se tratar de um torneio 6-Max, a técnica acaba prevalecendo, é só ajustar o range para essas situações”.

Repetindo o que aconteceu na primeira decisão, os amigos fiéis estavam ao lado vibrando com cada mão puxada e o jogador lembrou na hora de dedicar o título. “Com certeza a vitória vai para essa turma do Rio Grande do Sul, que está sempre comigo. A energia dessa galera é sensacional”.

Confira a classificação da mesa final:

1º – Alan Poletto – R$ 43.370

2º – Alex Testoni – R$ 29.940

3º – Arthuro Moreno (México) – R$ 22.600

4º – Fredwillian Viana – R$ 17.110

5º – Joshua Mountain (Estados Unidos) – R$ 13.030

6º – Stetson Fraiha – R$ 10.180

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.