COMPARTILHAR
Mesa - PokerStars

O último High Roller do PokerStars Caribbean Adventure (PCA) está no momento mais tenso da competição, a bolha. Mas antes de conhecer o último eliminado fora da faixa de premiação, a organização preferiu pausar o relógio e os 24 jogadores foram para o dinner break.

A última eliminação antes do intervalo contou com os principais requintes de crueldade do poker, all in triplo, bad beat dupla e mão favorita se despedindo da competição. Os personagens foram o britânico Ben Heath, o norueguês Preben Stokkan e o belga Thomas Boivin.

VEJA MAIS: Espanhol Ramon Colillas comemora vitória no PSPC em entrevista exclusiva

Nos blinds 3.000/6.000, com big blind ante de 6.000, a mesa roldou em fold até Boivin, que estava no button, e entrou de limp. No small blind, Heath anunciou all in com 217.000 fichas e Stokkan deu call. A ação chegou no britânico que também apostou todas as fichas e levou call do norueguês que possuía o maior stack.

No showdown, Boivin mostrou AA, Heath 88 e Stokkan QQ. O board foi QJ59T, dando uma sequência para o britânico, que puxou o pote e triplicou o stack. O pote secundário foi para o norueguês que acertou uma trinca e o belga, que tinha a melhor mão no pré-flop, acabou se despedindo da competição na 25ª colocação.

O High Roller do PCA irá pagar os 23 melhores, com todos garantindo pelo menos US$ 44.660, enquanto o grande campeão receberá a bagatela de US$ 895.110. O Brasil possui dois representantes nesta mesa final, Ariel Bahia e Kelvin Kerber.

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.