COMPARTILHAR
Bryce Yockey - Back to Vegas
Bryce Yockey - Back to Vegas

O Poker Players Championship da WSOP (World Series Of Poker) é considerado por muitos jogadores como o torneio mais difícil do cronograma da série mundial. Com buy-in de US$ 50 mil e jogado no formato 8-Game, a disputa recebe os principais nomes do poker mundial.

Todos esses ingredientes já fazem do torneio um dos mais marcantes da série, mas uma bad beat memorável fará com que o torneio seja lembrado por muito tempo, por isso será relembrada hoje no Back to Vegas. O profissional Nick Schulman, detentor de três braceletes e que no momento comentava a reta final do torneio, classificou a mão como a pior bad beat que já viu.

VEJA MAS: Pedro Garagnani e Yuri Martins vão à mesa final do High Rollers Super MILLION$

A ação aconteceu no 4-handed do torneio e jogado na modalidade 2-7 Triple Draw. Antes de relembrar como a mão foi jogada, se faz necessário explicar como funciona o jogo para quem não conhece a modalidade.

Os jogadores recebem cinco cartas fechadas, buscando fazer a menor mão possível. O A é alto, e as sequências e flushes contam contra. Dessa forma, a melhor mão possível é 75432, sem serem todas do mesmo naipe. São três rodadas de trocas, em que os jogadores podem escolher trocarem quantas cartas quiserem. Após cada troca, existe também uma rodada de apostas.

Os finalistas da mão em questão eram os americanos Bryce Yockey, short stack naquele momento da decisão, e Josh Arieh, o chip leader. Segurando 76432, a segunda maior combinação possível no 2-7, o jogador deu reraise e recebeu call do maior stack, que foi o agressor inicial e possuía AQ653.

Neste momento, o narrador comenta que Arieh está drawing dead na primeira troca, ou seja, ainda não conseguia fazer uma mão melhor que a de Yockey. De fato, as probabilidades do chip leader eram mínimas, já que o adversário possuía 99,8% de vencer a mão.

O americano seguiu o comentário fazendo uma previsão. “Existe uma forma de ele ganhar, precisa receber o 2 e o 4, depois trocar o 6 e conseguir o 7”.

A primeira troca foi muito favorável para o jogador, que ficou com Q6532 e pagou a aposta do adversário. Arieh trocou mais uma, recebendo o 4 para formar a sequência 65432. Yockey voltou a apostar e receber o call. Na última troca, o que parecia um milagre aconteceu. O jogador recebeu um 7, formando o 75432, o nuts.

Yockey foi all in, e Arieh pagou já avisando “Nossa, essa foi nojenta, eu fiz um wheel [75432]”. O short stack se levantou totalmente chocado, mal conseguindo acreditar no que tinha acontecido. Pela quarta colocação, o jogador faturou US$ 325.989.

Clique aqui para baixar o Natural8 e começar a jogar!

Relembre os episódios anteriores da série

Back to Vegas: Bolha da mesa final do Main Event de 2018 estoura após cooler absurdo; tinha fold?

Back to Vegas: Jason Mercier tem semana incrível e quase fatura aposta milionária na WSOP 2016

Back to Vegas: Igor Kurganov e Liv Boeree conquistam bracelete da WSOP em campanha conjunta

Back to Vegas: gafe da WSOP marca título de Jogador do Ano para Robert Campbell

Back to Vegas: Matt Affleck e um dos rivers mais sofridos da história da WSOP

Back to Vegas: Daniel Negreanu cai quase na bolha da mesa final do Main Event da WSOP 2015

Back to Vegas: Greg Merson conquista uma das melhores performances da história da WSOP

Back to Vegas: Phil Hellmuth impediu tricampeonato para iniciar trajetória de recordes

Back to Vegas: Phil Ivey e Chris Moneymaker se encontraram em cooler histórico no Main Event da WSOP

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.