COMPARTILHAR
Back to Vegas: Chris Moneymaker x Phil Ivey
Back to Vegas: Chris Moneymaker x Phil Ivey

Neste dia, no ano passado, a equipe SuperPoker já estava em Las Vegas para uma cobertura da WSOP que se mostrou histórica. Foram dois braceletes conquistados, além de mais dois vices e diversas mesas finais. Com o adiamento da série neste ano, o SuperPoker preparou a série “Back to Vegas” para relembrar grandes momentos da Copa do Mundo do Poker.

Para começar, uma mão na qual duas trajetórias muito distintas se encontraram. Chris Moneymaker é um dos nomes mais importantes da história da WSOP. Sua vitória em 2003 como um jogador amador classificado via satélite online mudou o rumo do esporte da mente, em uma explosão de jogadores que ficou conhecida como “Efeito Moneymaker”.

Phil Ivey nunca venceu o Main Event da WSOP, mas tem um currículo incontestável. São 10 braceletes da série, mais de US$ 30 milhões em premiações ao vivo e anos enfrentando grandes nomes em cash games caros. Tudo isso faz de Ivey um dos maiores jogadores da história do jogo.

Clique aqui para conhecer o SuperPoker Team Pro

Em 2003, quando restavam 10 jogadores, na bolha da mesa final mais importante do ano, os dois se envolveram em um cooler inesquecível. Moneymaker era chip leader e abriu para 60.000 com AQo. Ivey apenas pagou em posição, e Jason Lester também pagou com TT.

O flop trouxe QQ6, com duas de espadas, dando uma trinca para Moneymaker, que c-betou 70.000. Ivey pagou, enquanto Lester largou sua mão, deixando o pote heads-up. O turn foi mágico para Ivey, um 9 de paus, completando o full house do craque. Moneymaker apostou mais uma vez, agora 200.000, e Ivey foi all in, recebendo o instacall.

VEJA MAIS: Segundo mês do SuperPoker Team Pro tem início nesta terça na Liga Online H2 Brasil

O pote de 1.000.000 de fichas foi formado com Ivey na liderança e podendo se estabelecer entre os maiores stacks. No entanto, o river trouxe um A, dando um full house maior para Moneymaker. A lenda deu adeus à disputa em décimo para um prêmio e  e deu ao amador um belo stack para a FT. O fim da história todos sabem: título para o jogador recreativo, US$ 2,5 milhões na conta e um momento histórico para o poker.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.