COMPARTILHAR
Brunno Botteon colocou seu nome entre os grandes do poker neste ano
Brunno Botteon colocou seu nome entre os grandes do poker neste ano

Brunno Botteon apareceu com mais destaque no SuperPoker pela primeira vez em abril de 2018, quando foi campeão do 6-Handed Turbo Knockout no BSOP Brasília. Na ocasião, o capixaba ainda era relativamente desconhecido do grande público, apesar de já ter conquistado resultados relevantes sob o nick “botteonpoker”.

Hoje em dia, por outro lado, é impossível não ter ouvido falar em Botteon se você acompanha o poker minimamente. Mérito do profissional, que nos últimos meses tem conquistado resultados de peso em diversas plataformas e mostrado que está na elite do poker latino-americano e, por que não, mundial.

VEJA MAIS: Kovalski extrai o máximo de russo com overbet gigante; assista

Logo no primeiro mês de 2020, Botteon já mostrou que o ano seria de muitas conquistas. Bicampeão do US$ 530 Bounty Builder High Roller, vice no Main Event Medium e terceiro colocado no Main Event High, ambos na Winter Series, conquistou mais de US$ 600 mil em prêmios em poucos dias.

Brunno Botteon ultrapassou "Lena900" no ranking do poker online
Brunno Botteon começou 2020 já mostrando que viria com tudo

Meses entre os melhores no principal ranking do poker online se passaram, e veio a WSOP Online. Botteon conquistou dois vice-campeonatos, um deles no Evento de Heads-Up de buy-in US$ 25 mil, perdendo a final para Fedor Holz. Outro torneio na mesma faixa de buy-in, o Poker Players Championship, também viu o brasileiro alcançar a mesa final.

VEJA MAIS: Spraggy vive sonho com quadra contra Diego Falcone no WCOOP

O bracelete não veio, mas foram centenas de milhares de dólares em prêmios nas mesas da Copa do Mundo do Poker. Dias após o fim da competição, Botteon virou suas atenções para o WCOOP, e em uma semana se tornou campeão do Evento #36-High e vice no #48-High, perdendo o heads-up para Yuri Martins, outro brasileiro que vem fazendo miséria nas mesas.

Em entrevista ao SuperPoker, o craque falou sobre o grande momento vivido em 2020, o duelo contra Holz, seu relacionamento com os fãs e muito mais.

Brunno Botteon - Campeão 6-Handed Turbo Knockout - BSOP Brasília
Brunno Botteon após vencer o 6-Handed Turbo Knockou do BSOP Brasilia
Confira a entrevista completa com Brunno Botteon

Dois vices, duas decisões de eventos de US$ 25 mil, muito destaque, que experiências você tirou dessa WSOP Online?
Foi uma experiência diferente por ser WSOP, por valer bracelete, ser aquele field de ao vivo… Então, foi bem diferente. E muita gente, torneios de field muito grande, algumas estratégias diferentes para esses fields. Nos torneios mais caros, foi uma experiência nova também, porque não sou tão acostumado a jogar torneios mais caros, então é muito legal eu ter essa oportunidade de me envolver em situações como essas. Mesmo se desse ruim no torneio, eu teria vivido uma experiência top. Eu me sinto muito privilegiado de poder estar jogando torneios como esses.

VEJA MAIS: Ludovic Geilich arrisca tudo em blefe contra Crema no WCOOP; você pagaria?

Sobre a final contra o Fedor Holz, como foi enfrentar um jogador que recebe tanto destaque?
Enfrentar o Fedor Holz não foi nada tão diferente. Eu não penso muito nessas coisas, para ser sincero. já tinha jogado com alguns jogadores bons, já tinha jogado com o Fedor Holz em outros torneios, mas não heads-up. Enfrentei jogadores bem bons no heads-up, como Ole Schemion e outros, então não tinha aquela pressão de jogar contra o Fedor Holz porque eu já estava muito feliz com o resultado, feliz em chegar no heads-up.

Brunno Botteon fez bonito nos hero calls na WSOP Online
Brunno Botteon fez bonito nos hero calls na WSOP Online

Ficou algum arrependimento do duelo?
Não, nenhum. Acho que eu joguei o meu melhor, faria tudo de novo. Foram poucas mãos que duraram. Eu blefei um AJ, uma mão que ele tinha full house, eu vi no replay, ele tinha um jogo muito forte, não deu pra fazer ele foldar isso. E depois eu perdi uma mão também que ele trincou que foi um cooler por causa do stack efetivo que tinha lá, então eu não faria nada diferente.

Não sei se eu deveria ter blefado uma mão que foi um pote maior que teve no heads-up, a dúvida é no river, acho que até o river é bem standard, só não sei no river se eu deveria ter blefado aquela mão específica. Quando eu estou jogando contra um jogador desses, eu procuro jogar bem mais próximo da teoria, então eu não vou ficar pensando em preservar torneio, preservar alguma coisa, até porque não tem ICM, quem ganhar, leva. Então eu tinha que ir pra cima mesmo e não me arrependo de nada.

VEJA MAIS: Três HUs e US$ 1,8 milhão em 24h: a “difícil” vida de Fedor Holz

Após o show na WSOP, agora um título WCOOP. O quanto você acredita que a confiança e estar em uma “boa fase” afeta no desempenho do jogador?
Pois é, depois de muitos resultados bons na WSOP, eu ganhei um título no WCOOP. Estou muito feliz, obviamente. Já tinha ganhado um título do WCOOP ano passado em um torneio de heads-up US$ 530, total KO, modalidade bem louca, né? Agora eu ganhei em um torneio que era freezeout US$ 2.100 9-handed, modalidade mais padrão. Estou muito feliz. E o jogo não para, quarentena, WCOOP, séries… Eu vivo disso, então tenho que estar jogando, mesmo nos que eu tenha tido resultados extraordinários, eu vou continuar. Basicamente, é uma coisa que eu quero fazer da vida, eu gosto, e estou aí, vou aproveitar o momento.

Tem que ser muito autocrítico em relação a confiança e tudo mais, porque às vezes a autoconfiança pode te atrapalhar. Eu posso jogar um torneio muito pra frente por estar muito confortável, mas você tem que sempre fazer o que você estuda e o que acha correto. Sua banca ou sua fase não podem interferir. Eu acho que é legal porque ela me dá mais coragem de fazer o que eu sei que é correto, mas eu acho que ela ajuda muito para o jogador continuar trabalhando duro e continuar fazendo as jogadas que você sabe com uma confiança grande, sem medo de estar errado por downswing, por exemplo.

Brunno Botteon - BSOP Brasília
Brunno Botteon explicou que a cofiança também inspira cuidado

Com tantos resultados brasileiros, como você o nível dos nossos jogadores em relação ao cenário mundial?
Cara, o Brasil tá voando. Tem muito resultado bom, tem tanta gente indo bem no Brasil que é loucura. Acho que o Brasil tá de parabéns e a “gringaiada” vai ter que respeitar, viu? Porque aqui o negócio tá bonito.

VEJA MAIS: Negreanu perde US$ 100 mil no último segundo da WSOP Online; entenda

O Belarmino Souza foi quem mais aproveitou sua venda de ação na WSOP Online e faturou alto com você. Vocês chegaram a se falar sobre isso?
Pois é, o Belarmino resolveu pegar uns torneios meus, umas cotas, e acabou dando muito bom pra ele. Ele chegou a mandar mensagem perguntando se eu estava vendendo para alguns eventos, e quando eu fosse vender, era para eu comunicá-lo. Acabou que eu falei para ele que ia vender e ele pegou, confiou no meu jogo e deu certo para ele.

Receber todo esse destaque em notícias, pessoas te mandando mensagem nas redes sociais, é algo que você gosta ou prefere ser mais low profile?
Isso é muito bom no sentido que eu vejo que o meu trabalho está sendo reconhecido, que eu estou fazendo algo que está dando muito certo. Eu estou sendo recompensado pelo meu trabalho, e as pessoas estão vendo isso. Então, quando isso acontece, me dá um sentimento de gratidão muito grande. Apesar de eu ser mais na minha, low-profile, não gostar muito de aparecer, não posto muita coisa em rede social.

VEJA MAIS: Joshua Hoesel acerta quadra no flop e perde em mão de cinema

Gosto mais de viver a minha vida na paz, na tranquilidade, quando sai uma notícia ou alguém me manda mensagem eu acho super tranquilo. É loucura, às vezes eu vejo a dimensão da coisa, algo bem grande para mim, e olha que o poker não é tão visado quanto o futebol ou outros esportes, imagina os caras que são mega famosos e recebem milhões de mensagens por dia. Eu não sei como eu iria lidar com isso, mas do jeito que está hoje, é tranquilo, dá pra responder a galera. Estou bem feliz com o reconhecimento, sim.

Brunno Botteon conquistou milhões em prêmios em 2020
Brunno Botteon conquistou milhões em prêmios em 2020

Tem algum jogador que você aponta como sua maior referência no poker?
Não tem um jogador que eu aponte como minha maior referência. Tem vários jogadores que eu me inspiro, tanto no jogo, quanto na vida pessoal. Eu nem acho legal falar em nomes porque às vezes tem alguém que eu esqueço, mas tenho vários.

Abra sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

Confira o último episódio do Pokercast:

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.