COMPARTILHAR
Pedro Padilha, André Akkari, João Simão, Kelvin Kerber e Alexandre Mantovani
Pedro Padilha, André Akkari, João Simão, Kelvin Kerber e Alexandre Mantovani

Nos últimos onze dias, a nata do poker mundial se reuniu no salão do Atlantis Resort, nas Bahamas, para a disputa do PokerStars Caribbean Adventure. O Brasil não poderia ter tido um desempenho melhor, enfrentando os melhores jogadores do mundo, o time verde e amarelo alcançou diversas retas finais e forras grandiosas.

Logo no primeiro grande evento do ano, Pedro Padilha alcançou a décima colocação no PokerStars Players Championship, o maior evento de US$ 25 mil da história do poker mundial e conquistou a maior forra da carreira. O desempenho do craque não parou por aí, no último dia de evento, o profissional terminou na terceira colocação do Evento #38 e somou a segunda forra de seis dígitos em uma semana.

O PokerStars Team Pro André Akkari foi outro brasileiro que aprontou nos principais eventos do Caribe. Na primeira decisão da série teve a companhia de Murilo Figueredo e foi vice-campeão do Horse, além disso o craque chegou na reta final do Main Event e ITM em outros dois eventos. Somando todos os resultados, o embaixador do maior site de poker do mundo somou mais de US$ 100 mil em premiações.

VEJA MAIS: Eliminando todos os adversários no Dia Final, Chino Rheem é campeão do Main Event do PCA

Apesar de diversas retas finais, o Brasil saiu da edição de 2019 do PCA com apenas um título, o dono do feito foi João Simão, que superou um field estrelado e venceu o US$ 10.000 Pot-Limit Omaha. Além deste grande resultado, o mineiro ainda foi o melhor brasileiro no Main Event, sendo eliminado na 16ª colocação.

Outro craque que teve uma excelente performance no PokerStars Caribbean Adventure foi Alexandre Mantovani. Após bolhar a mesa final do Evento #5, o jogador foi finalista do PCA National e no último dia de competição também alcançou a decisão do Evento #40. Neste último, o curitibano teve a companhia de Felipe Brasil, que terminou na sétima colocação.

No último High Roller da série, Kelvin Kerber fez bonito mesmo enfrentando um field estrelado e acabou sendo eliminado na 11ª colocação. Minutos depois de deixar a competição, o catarinense já engatou no Evento #41 com US$ 10.000 de buy-in e foi ainda melhor, se despedindo em 10º lugar.

Além desses resultados, Guilherme Cheveau foi vice-campeão do Evento #22, João Valli foi terceiro no Evento #28, Fabiano Kovalski e Luiz Duarte estiveram na decisão do Evento #35 e Belarmino Souza foi finalista no Evento #36.

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.