COMPARTILHAR
WCOOP 2019

Além dos resultados coletivos, em que o país já somou 12 títulos, os brasileiros vêm tendo grande performance individual. O resultado é os representantes tupiniquins aparecendo nas primeiras colocações nos rankings do WCOOP (World Championship Of Online Poker).

No ranking High, versão mais cara, Fabiano Kovalski é o melhor representante com 245 pontos, tendo dois austríacos à sua frente: Stefan Jedlicks, que pilota a conta “mindgamer”, é o líder com 265 tentos, seguido de perto por Claas Segebrecht, o “SsicK_OnE, com 260.

VEJA MAIS: Brasileiros batem na trave no oitavo dia do WCOOP do PokerStars

Na versão Medium, Leonardo Mattos aparece na segunda colocação com 185 pontos. A liderança é de Alan Gold com 235. O britânico já é experiente na disputa do WCOOP, tendo sido eleito o jogador da série em 2014 com o nick “Mr Negreanu”.

Já no Low, é o ranking em que o Brasil está mais distante da ponta. “MHABER3636” é o melhor tupiniquim com 165 pontos, estando na décima colocação. A liderança é do canadense “TrughBeTold7” com 240 tentos, seguido de perto por João Manuel “joaommr” e “FONBET_RULIT”, que somam 225 e 210, respectivamente.

Na classificação geral, o país também está muito bem representado. O craque do Samba Poker Team Fabiano Kovalski aparece na 11ª colocação com 310 pontos. Entre os 50 melhores ainda aparecem Rafael Mores com 225 e Yuri Martins tendo 220.

Vale lembrar que além das premiações do PokerStars para os melhores de cada ranking, os três tupiniquins mais bem colocados na classificação geral também receberão prêmios. O primeiro leva um pacote completo, incluindo buy-in do Main Event e 10 dias de hospedagem no WTC Sheraton; o segundo ficará com um buy-in do Main Event, e o terceiro ganhará o buy-in do Start-Up.

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.