COMPARTILHAR
Bruno Gazotto - BSOP Iguazu
Bruno Gazotto - BSOP Iguazu

Bruno Gazotto quer fazer de 2019 o ano em que seu nome passará a ser mais reconhecido no circuito de poker ao vivo. Por enquanto, o profissional está no caminho certo. Com 520 pontos, Bruno é o líder do ranking de Pot Limit Omaha do BSOP, e busca aumentar a vantagem no BSOP Salvador.

Foram quatro mesas finais em torneios da modalidade nesta temporada, incluindo um título em Iguazu, um vice-campeonato e um quarto lugar em São Paulo. A vantagem é de 125 pontos para Pablo de Menezes, segundo colocado, e de 260 pontos para Marcelo de Medeiros, que aparece em terceiro.

VEJA MAIS: Mikhail Shalamov puxa pote de US$ 10 mil no 6+ Hold’em do PokerStars; assista

Há mais de 10 anos no poker, Bruno sempre focou mais no jogo online, mas já havia tido sucesso ao vivo. Em 2014, ele venceu o NLH Turbo do BSOP Millions e levou mais de R$ 80 mil. Jogando o Start-Up do BSOP Salvador, o profissional falou sobre a disputa.

Bruno Gazotto no BSOP Millions 2014
Bruno Gazotto no BSOP Millions 2014

Como é ver seu nome no topo do ranking de Omaha do BSOP?
É bom demais, eu vim esse ano preparado para buscar algum ranking, seja o de Omaha, Mixed Games ou geral. Por enquanto estou indo bem no Omaha, consegui pontuar nos três torneios que aconteceram na última etapa e dei uma distanciada.

O [Leandro] Brasa ficou um pouco para trás, agora encostou o Pablo [de Menezes], que é um grande jogador também, vamos ver se nessa etapa conseguimos distanciar ainda mais.

Você considera fazer multitable para buscar o ranking se estiver em uma reta final do Main Event, por exemplo?
É algo que eu ainda não sei como fazer, porque nunca disputei o ranking, não sei a melhor estratégia. Se eu estiver em reta final do Main Event, provavelmente não farei isso, a não ser que esteja no BSOP Millions e muito próximo.

VEJA MAIS: Primeiro dia do BSOP Salvador contará com estreia de evento

Sabemos que profissionais buscam o lucro e os títulos, mas quanto pesa o reconhecimento para você nessa disputa?
O ranking é mais reconhecimento mesmo, ganhar o bracelete. O prêmio do Omaha não é tão expressivo, mas o do geral já é uma quantia legal. É algo que a gente procura, principalmente quando joga live, fazer o nome para poder conseguir outros objetivos com isso.

Bruno Gazotto - Campeão Pot Limit Omaha - BSOP Iguazu
Bruno Gazotto – Campeão Pot Limit Omaha – BSOP Iguazu

Você gostaria de se tornar um jogador mais midiático, com milhares de fãs e tudo mais?
Eu vim do online, foquei nisso todos os anos, há quase 10 anos. Tive um problema de saúde e não estou conseguindo mais focar tanto no online. Por isso tive que procurar uma outra maneira de continuar no jogo, e foi o live, que não me atrapalha na saúde.

É algo que tenho buscado agora, depois de ter quase abandonado o online. Gostaria de fazer uma imagem para, mais para frente, poder vender um coach, um curso, algo assim.

O BSOP volta para Salvador depois de nove anos, o que você achou da escolha?
Gostei bastante, nunca tinha vindo. Joguei poucos BSOP e foram praticamente todos em São Paulo. Gostei do hotel, da cidade, está tudo show de bola.

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.