COMPARTILHAR
Yuri Martins - BSOP Curitiba

Curitiba é conhecida por ter revelado vários grandes nomes do poker brasileiro e um dos maiores jogadores do estado é Yuri Martins. “theNERDguy”, como ficou conhecido pelo seu nick online, já chegou a ocupar a primeira posição do ranking PocketFives, o mais respeitado do poker online, possuindo inclusive um vice-campeonato de Main Event de WCOOP no currículo.

Um dos jogadores brasileiros que mais se dedica aos Mixed Games, Yuri também já conseguiu grandes resultados no poker ao vivo, com destaque para o título no LAPT Grand Final, realizado no BSOP Millions de 2015. Ele também já chegou perto de vencer um Main Event de BSOP, ficando com a segunda colocação na etapa de São Paulo, em 2011.

Há cerca de dois anos, Yuri foi passar uma temporada na Austrália, mas acabou precisando retornar para o Brasil devido à proibição do jogo online na terra dos cangurus. Um dos vários profissionais brasileiros adeptos do método DeRose, ele falou sobre a importância da prática em sua carreira, as saudades da Austrália, a preparação para o BSOP Millions e muito mais.

Yuri Martins - Evento #44 - WSOP 2017

Qual a sensação de jogar um BSOP em casa?

Sensação incrível. Não é mais minha casa, mas é como se fosse, aproveitei para visitar meus pais e tal, muitos amigos. Espero fazer uma reta final que vai ter um rail bacana, a galera vai agitar bastante.

E como é voltar à casa dos pais, dormir na sua antiga cama, comer comida da mãe?

Melhor coisa do mundo né? Senti muita falta disso, é uma delícia. Como a gente não se vê tanto, quando eu venho aqui eles querem me mimar de todas as maneiras, então já devo ter engordado uns três quilos (risos).

Você está com saudades da Austrália?

Estou com saudades, mas é o que eu estava conversando com os meus amigos que moravam lá, a maioria das pessoas que nós convivíamos lá voltaram. Então tenho saudades da época que eu vivi lá, mas não sei se eu voltasse para lá nesse momento seria igual. Mas sinto saudades de várias coisas de lá, principalmente da praia, que eu achava muito legal, da organização da cidade e, enfim, de poder viver tranquilo, sem se preocupar com tanta violência, mas também estou tranquilo aqui.

Qual o segredo para Curitiba ter tantos bons jogadores?

Eu realmente não sei dizer, mas esse grupo nosso que anda junto aqui todos são muito dedicados, estudam bastante. Não são daquelas pessoas que são profissionais ‘meia-boca, eles querem realmente ser os melhores, e ter vários amigos muito bons ajuda a gente a se tornar melhor ainda.

Yuri Martins - Evento #57 - WSOP 2017
Yuri Martins – Evento #57 – WSOP 2017

Aqui faz sempre tanto frio e chuva mesmo (risos)?

Pois é, é sempre assim, Curitiba é tenso (risos). Às vezes no final de novembro, começo de dezembro, ainda está fria essa cidade, não dá para entender isso. Mas é demais essa cidade, muito organizada, tem muita coisa legal para fazer, eu adoro.

Como você está se preparando para o BSOP Millions?

Não é antes de uma série que eu me preparo né? Eu me preparo durante minha carreira inteira, tentando trabalhar todos os jogos que eu gosto hoje em dia. Eu realmente amo poker, eu estudo muito até hoje, não é uma coisa que me cansou, mesmo sendo profissional há quase dez anos. Estudo praticamente todos os dias, então eu vivo o poker, não me preparo para o poker, eu vivo o jogo e minha preparação é essa.

Como o método DeRose te ajudou na carreira e na vida?

Basicamente, eu me preocupava muito com a técnica e esquecia um pouco os outros pilares da minha vida. Então, eu estava um pouco desequilibrado, era muito bom tecnicamente para a época, pelo menos achava que era (risos), mas as outras áreas da minha vida estavam um pouco desbalanceadas. O método me ajudou nisso, a dar uma equilibrada na minha vida.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.