COMPARTILHAR
Rafael Moraes - BSOP Millions

Rafael Moraes já era um nome respeitado no circuito internacional pelo currículo invejável com resultados no poker live e online, mas em 2019 o jogador conseguiu alavancar ainda mais a carreira. O profissional foi o primeiro brasileiro a conquistar uma forra milionária nos feltros online. O feito veio no The Venom e o jogador recebeu o gigantesco prêmio de US$ 1.050.559.

Apesar da forra, o recorde não ficou por muito tempo nas mãos do craque do 4-Bet Poker Team. Exatamente dois meses depois, a marca foi superada por Danilo Demétrio, que foi vice-campeão do Main Event do WCOOP (World Championship Of Online Poker).

VEJA MAIS: [AO VIVO] – Dia 3 do Main Event do BSOP Millions

Presente no BSOP Millions, o profissional falou desta sequência de quebra de recordes dos brasileiros nos feltros online, a imponente marca alcançada pelo maior evento de poker da América Latina e a participação em um evento de beach tennis em Aruba. Confira:

Você está encerrando mais um ano com mais uma performance impressionante. O que falar de 2019?

Foi o resultado mais inacreditável da minha vida, em termos financeiros. Foi um evento muito grande, foram 2.500 pessoas e eu acabei me consagrando campeão, mas às vezes nem eu acredito ainda, pra ser sincero. Porque eu venho em uma carreira sólida, constante e nos últimos cinco anos, venho ganhando pelo menos um prêmio de seis dígitos na minha carreira. Esse ano eu não ganhei um de seis foi de sete.

Rafael Moraes - BSOP SP
Rafael Moraes – BSOP SP

Foi um resultado que me deu ainda mais tranquilidade para trabalhar e, na minha visão, me colocando em outro patamar. Foi algo muito grande.

Acompanhando a reta final pelo Twitch da Lauriê Tournier, vimos que você dominou, em alguns momentos deixou os shorts stacks acumularem um pouco de fichas. Como foi a caminhada até o título?

O torneio era muito deep, muito mesmo, eram 30 minutos de blind, bem picadinho os níveis. Fiquei com mais de cem blinds quase o jogo inteiro, só na mesa semifinal que eu cai um pouco para 40 ou 50 blinds e acabei dando sorte em algumas situações.

VEJA MAIS: Mario Quintanilha vence Big Pot Freezout do BSOP Millions: “sensação incrível”

Logo no começo da mesa final, eu ganhei um AA contra KK e depois disso eles não tiveram chances mesmo. Todas as finais grandes que eu faço, tento não focar muito no prêmio, mas sim que é poker: olhar os stacks que eu posso pressionar, observar quem está pressionado porque o prêmio é muito importante e trabalhar em cima disso. Não é fácil, pois era muito dinheiro, mas eu acabei conseguindo lidar com esse nervosismo, pressão e consegui buscar o título.

Naquele momento, você se tornou o brasileiro com a maior premiação no poker online. Como foi?

Eu nem pensei muito nisso na hora, só pensava no US$ 1 milhão, que é muito dinheiro (risos), nunca tinha imaginado isso. Nós imaginamos esses prêmios gigantescos ao vivo, na WSOP e em outros circuitos live. Se analisarmos, o meu prêmio foi maior do que qualquer jogador brasileiro na WSOP, o único que teve um resultado maior foi o Alexandre Gomes no Bellagio. Na oportunidade era o segundo maior da história do poker brasileiro, hoje o terceiro, é um negócio muito grande mesmo.

Logo na sequência, veio o Danilo Demétrio e conseguiu alcançar um resultado ainda maior. Como você vê essa sequência da quebra de recorde do poker online brasileiro nas premiações?

O Brasil cresceu muito. Quando eu comecei, há nove anos, o país era piada no cenário internacional, éramos chamados de “macacos” pelo nível baixo, de fish, não tínhamos uma visão positiva perante os gringos. Com o passar dos anos, com o 4-Bet lá no início e agora com essa porrada de time que tem, de cursos e essa pegada que poker é esporte por aqui, fez com que a comunidade crescesse muito na parte técnica. Nós temos muitos jogadores muito bons.

VEJA MAIS: Bruce Buffer marca presença no BSOP Millions e exalta evento: “bem organizado”

Eu vejo como uma tendência, antes era muito difícil me passar, acabou que aconteceu e eu fico super feliz pelo Danilo. Falei com ele, dei os parabéns e ele ficou muito honrado, não é uma competição. Eu tenho uma coisa que ninguém tira de mim, eu fui o primeiro brasileiro no poker online a alcançar o prêmio milionário no poker online (risos).

Rafael Moraes - BSOP SP
Rafael Moraes.

Acha que é possível esse recorde ser superado?

Com certeza! Sempre tem espaço! Acho que o único recorde do país que seria impossível de quebrar é se alguém chegar muito bem no Main Event da WSOP, estamos falando de mais de US$ 5 milhões. Esses valores vejo que não tem como passar mesmo, mas na faixa de US$ 1,1 milhão tem vários torneios que podem superar. No online se alguém alcançar US$ 2 milhões, também vejo como algo extremamente difícil.

O que eu arrisco a dizer, é que no ano que vem é muito difícil de algum brasileiro alcançar um prêmio milionário. Pode acontecer? Sim, mas não é fácil! Em nove anos ninguém nunca havia conquistado no online.

Esta é a segunda maior edição de um Main Event do BSOP Millions. Como você vê esse número?

O BSOP é um sentimento de você estar jogando em casa, eu me sinto muito bem aqui. Os organizadores, Lara [Campos], DC [Devanir Campos] e o Igor Federal, conseguiram criar uma atmosfera única, com as pessoas e grandiosidade do evento. Todo mundo se sente dono do BSOP, se sente parte disso e isso faz com que crie um evento muito gostoso, unindo uma turma tão legal.

VEJA MAIS: Tinha escape? Jogador enfrenta all in com full house no BSOP Millions

Pra mim os números não são surpresa, vai continuar crescendo mais e os recordes vão continuar sendo quebrados. O Brasil só está crescendo no poker, dá para analisar isso com os times de poker, os números no online e torneios ao vivo. Em 2020 vamos conversar e ver isso aqui maior ainda.

Recentemente você passou por uma cirurgia. O Rafael Moraes está aqui meio no sacrifício para participar da festa ou já está 100%?

Tem um pouco de sacrifício sim, acho que esse termo é um pouco forte, mas eu não estou 100%. Nesse momento, bateu o cansaço de novo, vou dar uma relaxada boa para encarar as próximas horas de jogo.

Sobre esse cansaço físico. O quanto você vê que o jogador de poker precisa ser um atleta, ter uma rotina e se cuidar como em outros esportes de alto rendimento?

Eu estou debilidade por causa de uma cirurgia, não estou cansado simplesmente fisicamente, eu vejo isso como algo importante, mas pra ser bem sincero, nós vemos pessoas idosas, obesas, que não estão bem fisicamente jogando e vão bem, conseguem jogar quatro ou cinco dias de evento. Isso é importante? Você vai ter uma vantagem se cuidando fisicamente sobre os demais oponentes? Vai, mas isso não quer dizer que quem não está, não vai competir igualmente com os outros jogadores.

VEJA MAIS: Tá na Mão: Saulo Sabioni usa tell para puxar pote no Main Event do BSOP Millions

Na minha opinião, o mais importante é saber jogar poker bem, estudar, crescer na parte técnica e não em se preocupar tanto em um mega atleta da parte física. É importante, mas levo como se fosse um extra.

Rafael Moraes - BSOP Millions - Crédito: Carlos Monti
Rafael Moraes – BSOP Millions – Crédito: Carlos Monti

Recentemente você viajou para Aruba jogar um campeonato de beach tennis. Como foi essa experiência?

Eu não lembrava da última vez que eu tinha viajado off poker que não fosse época de réveillon e carnaval. Foi um evento irado, um campeonato mundial em que os melhores do mundo estavam lá. Joguei com o Ênio Bozzano, um grande amigo e foi muito gostoso tirar a cabeça do mundo do poker, sentir a vibração e energia de outro esporte.

Confira as próximas transmissões do SuperPoker no BSOP Millions:

04/12 – 14h30 – Main Event – Dia 4

05/12 – 14h30 – Main Event – Dia Final

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.