COMPARTILHAR
Marcos Silva CPH
Marcos Silva CPH

Encerrando a segunda etapa do CPH, foi realizado nesta última terça-feira (02), no H2 Club São Paulo, o torneio de Pot-Limit Omaha. O evento contou com buy-in de R$ 600, stack inicial de 20.000 fichas e blinds com 25 minutos de duração.

Logo após o término do período de inscrições tardias e recompras, a organização divulgou os números finais da etapa. Foram 59 jogadores e 51 reentradas, totalizando 110 entradas, com o prize pool sendo originalmente dividido entre os nove melhores colocados com R$ 18.500 destinado ao campeão.

Quando o torneio atingiu a marca de dez jogadores, no entanto, um acordo foi feito para salvar o bolha. Luiz Miranda acabou eliminado na décima colocação.

A mesa final

A primeira baixa da mesa final foi de Paulo Aroeira, eliminado por Gustavo Oliveira. Luis Mitsuo ficou com a oitava colocação, Lucas Rodrigues em sétimo, Francisco Malta em sexto e Anderson Parlato em quinto.

A quarta colocação e bolha dos troféus ficou com Gustavo Oliveira, eliminado por Rodnei Martins, que em seguida eliminou também Thallysson Silva. No heads up, os dois jogadores entraram em acordo e encerraram a disputa, dividindo a premiação por igual e definindo as colocações por chip count ficando Marcos Silva com o título da segunda etapa do CPH de Omaha.

A cobertura completa do torneio você visualiza clicando aqui

Confira abaixo a classificação final: (baseada nos valores originais)

  1. Marcos Silva – R$ 18.500,00
  2. Rodnei Martins – R$ 11.000,00
  3. Thallysson Silva – R$ 7.000,00
  4. Gustavo Oliveira – R$ 5.000,00
  5. Anderson Parlato – R$ 3.500,00
  6. Francisco Malta – R$ 2.800,00
  7. Lucas Rodrigues – R$ 2.300,00
  8. Luis Mitsuo – R$ 1.850,00
  9. Paulo Aroeira – R$ 1.500,00

Ainda não possui conta no Bodog? Então clique aqui e veja como abrir a sua!

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.