COMPARTILHAR
Danilo Demétrio
Danilo Demétrio

Na quarta-feira (25), amantes do esporte da mente ao redor do mundo pararam para assistir a principal mesa final do ano nos feltros online, a decisão do Main Event High do WCOOP (World Championship Of Online Poker). Além do título do britânico “BigBlindBets”, os espectadores viram o brasileiro Danilo Demétrio fazer história.

Pilotando a conta “dans170’”, o representante verde e amarelo repetiu a melhor performance brasileira no torneio, sendo vice-campeão. Com o resultado, Danilo conquistou o prêmio de US$ 1.187.553,01, o maior resultado do país no poker online.

VEJA MAIS: Fernando Araújo conquista pacote para o BSOP Gramado

A marca de Danilo é tão impressionante, que por apenas US$ 117, não se tornou o maior prêmio de um jogador brasileiro no poker, somando os resultados ao vivo. Atualmente, esta marca pertence a Alexandre Gomes, que em 2009 foi campeão do Bellagio Cup e faturou US$ 1.187.670.

Mesmo após 48 horas do feito, a ficha do profissional ainda não caiu. “Parece que é um processo, está cada dia caindo um pouco. Vendo que realmente aconteceu, a adrenalina está baixando, mas você lembra, chora um pouco e se pergunta ‘o que aconteceu?’”, contou ainda emocionado.

Desconhecido de boa parte da comunidade do poker, Danilo Demétrio é de São José dos Campos e conheceu o esporte há dez anos por meio de amigos, mas só foi profissionalizar em 2013. “Eu sempre ouvi falar do jogo, difícil alguma pessoa nunca ter ouvido sobre, e sempre tive curiosidade. Um dia, em um churrasco com meu primo, eu não joguei, mas vi o pessoal brincando”, recordou o jogador. “Depois disso, como sempre quis saber como funcionava, fui na internet, comecei a ler as regras e jogar bem baratinho. Lembro que meu torneio mais caro era um Big US$ 4,40”.

VEJA MAIS: Renan Bruschi vai ao pódio do US$ 530 Bounty Builder High Roller do PokerStars

Apaixonado pelo esporte, Danilo colocou como objetivo ser profissional de poker, mesmo cursando faculdade de Engenharia Elétrica em uma das principais instituições de ensino da área, a UNIFEI (Universidade Federal de Itajubá). Mas a carreira só ia começar quando ele se formasse, algo planejado por ele mesmo. O grande problema foi que o amor pelo jogo de cartas mais popular do mundo falou mais alto e o joseense largou a faculdade no último ano. “Eu estava esperando me formar, mas esse ‘terminar a faculdade’ vinha se arrastando, pois o meu foco já estava dividido não estava dando certo. Um dia eu decidi, vou fazer isso, independente de graduar ou não”.

Apesar do poker estar começando a ganhar destaque no país naqueles anos, Danilo não teve uma reação negativa dos pais. “Todos me apoiaram. Cada um do seu jeito, porque eles não entendem direito, mas sempre tive apoio, isso foi sempre muito legal”.

Danilo Demétrio
Danilo Demétrio

Começando como a maioria dos jogadores, o profissional iniciou grindando Sit & Go e torneio de múltiplas mesas Micro. Após muita dedicação, foi subindo os níveis de buy-in, indo para o Low e, posteriormente, ao Mid-Stakes. Até o resultado, os torneios mais caros que o jogador havia disputado eram de US$ 215.

Para ingressar no torneio que mudaria a sua história para sempre, Danilo não deu o buy-in de US$ 5.200, o jogador conquistou a vaga em um satélite de US$ 215. Isso corresponde a um ROI de 552.250%.

O domingo de grind, apesar de ser o mais importante do ano, começou como todos os outros. Vários torneios sendo disputados simultaneamente com o satélite. “Como o Main Event não era o meu planejamento, estava com doze telas abertas, pois não tem como jogar menos que isso no domingo”.

VEJA MAIS: Exclusivo! Filipe Oliveira fala sobre tricampeonato no WCOOP e vinda ao Brasil

Com a vaga, automaticamente o jogador foi registrado no torneio e teve a oportunidade de enfrentar os melhores do mundo. “É surreal, porque abro sempre os replays para assistir esses caras jogarem, entender o que eles estão fazendo. Dividir a mesa com essas lendas foi especial”.

O jogador contou um segredo para manter o foco em um torneio tão importante, disputando tantos eventos simultaneamente. “Eu costumo pintar as telas em cores diferentes. Os torneios nunca são das mesmas cores, separo por buy-in e a fase que ele está, por exemplo, se está na reta final ou não, é assim que eu faço”.

Danilo Demétrio
Danilo Demétrio

Tendo iniciado o domingo de grind mais cedo, o corpo do jogador acusou o cansaço na reta final do primeiro dia de disputa. “Quando senti o desgaste, resolvi que ia jogar de maneira bem simples, evitar de me envolver em situações marginais, porque eu sabia que estava cansado e não ia tomar as melhores decisões, se tivesse alguma difícil para tomar”.

Danilo chegou a somar 600.000 fichas no Dia 1, mas encerrou o dia com o stack inicial de 250.000, cerca de 25 big blinds. No início do Dia 2, o jogador caiu na mesa em que ele classificou como a mais difícil durante todo o torneio, além de diversos jogadores experientes no cash game, um dos adversários era Connor Drinan, o “blanconegro” do online.

VEJA MAIS: Saymon Dias conquista primeira tríplice coroa da carreira

Apesar da mesa difícil, o representante se saiu bem e conseguiu alavancar as fichas. Mesmo jogando a bolha mais cara da carreira, Danilo não se sentiu tão pressionado devido a quantidade de fichas e o hand-for-hand foi superado com naturalidade. “Eu comecei o Dia 2 muito mais concentrado e descansado, jogando apenas uma mesa. Foi um jogo bem diferente. Apesar da mesa estar muito difícil, em três órbitas já estava com 60 blinds, as coisas fluíram muito bem”, lembrou.

Chegar ao Dia 3 já era especial para o jogador, pois todos os 86 sobreviventes já haviam garantido US$ 24.308,67, o valor já superava o maior resultado da carreira. Mesmo trabalhando por seis anos sem um big hit, o jogador conseguiu construir um respeitável gráfico de lucratividade no SharksCope, site responsável pelo registro da performance dos jogadores cadastrados, com mais de US$ 250 mil de lucro.

Gráfico de Danilo Demétrio
Gráfico de Danilo Demétrio

“Eu mandei mensagem para os meus amigos falando, ‘já é a minha maior premiação’. O buy-in do torneio já era muito dinheiro, tudo ali nesse evento foi muito importante, principalmente o entrar em ITM”, recordou.

Ao invés de olhar pelo lado da pressão do dinheiro e de estar enfrentados os melhores jogadores do mundo em uma importante reta final, Danilo utilizou outra estratégia para conseguir caminhar naturalmente pela reta final. “Eu joguei pensando em quão surreal era tudo aquilo e isso deixou tudo mais leve. Já estava muito bom quando ganhei a vaga e tive a oportunidade de jogar o maior evento do ano, aquele que todo jogador quer estar. Depois, já estava fantástico passar para o Dia 2 e entrar em ITM, fui pensando dessa forma”.

VEJA MAIS: Craque da NBA tenta blefe com 8-High contra Maria Ho em cash game high stakes

Enfrentando os melhores jogadores do mundo na reta final, Danilo soube muito bem usar a imagem de jogador satelitado a favor. “O que eu mais fiz nesse torneio foi isso. Joguei muito consciente sabendo da imagem que a galera tinha de mim, do cara que joga barato e estava pressionado pelo dinheiro. Claro que nessa altura já estava fazendo enorme diferença na minha vida, mas na mesa eu não me sentia dessa maneira. Consegui dar alguns check/raises light, 4-bet light por causa disso, pois eu sabia que eles não esperavam isso de mim. A grande sacada foi essa, a estratégia que eu tracei e que estava muito consciente do que estava fazendo”.

Garantido no Dia Final, o grande adversário de Danilo foi a adrenalina. O jogador contou que dormiu pouco e nas horas de cochilo, ainda sonhou com o jogo. Sobre a preparação, o brasileiro contou que não teve nada de especial durante os dias, seguiu sua rotina de fazer uma caminha matinal e um banho gelado antes do grind.

Danilo Demétrio
Danilo Demétrio

“Eu conversava comigo mesmo anoite, ‘cara você precisa dormir, estar descansado’, mas não é dessa forma que nossa mente trabalha né. Demorei muito e o cochilo foi breve comigo acordando com a adrenalina lá em cima, estava a milhão”.

A informação que o representante verde e amarelo tinha dos adversários da decisão, era o que ele havia acompanhado na reta final. “Eu imaginava o que podia esperar de cada um. Já tinha enfrentado eles no decorrer do torneio, por isso já tinha uma expectativa em relação a eles”.

VEJA MAIS: Com vitória no Main Event High, Reino Unido termina na liderança do ranking por países do WCOOP

Para surpresa de muitos, a decisão começou com rápidas eliminações. Com poucos minutos, Talal Shakerchi, o “raidalot” do online, foi o responsável pela primeira baixa. Ele comentou a dinâmica. “Acho que com a primeira eliminação muito rápida deixa os demais mais leves, pois ninguém quer ser o primeiro eliminado, por isso a sequência foi tão mais rápida que o imaginado”.

Sobre as premiações da mesa final, Danilo novamente mostrou uma visão diferente. “Em relação aos payjumps, eu praticamente os decorei (risos). Sabia que minha vida já tinha mudado. Claro que não queria ser um dos primeiros eliminados, mas quando afunilou, já estava leve o suficiente, os US$ 600 mil, já ia mudar a minha vida como o US$ 1,6 milhão. Eu me senti leve, lógico que continuei com total carinho, mas já era muito dinheiro”, o jogador continuou. “Eu sempre imaginei o quão pesado seria jogar uma reta dessa, com esses payjumps, mas não foi tão duro assim. Um dinheiro a mais faz diferença, mas ali minha vida já estava mudada”.

Iniciando o 3-handed bem próximo do chip leader, Danilo não conseguiu se movimentar muito, o que se viu foi um duelo entre os britânicos “BigBlindsBet” e “raidalot”. “Eu continuei com a minha estratégia de todo o torneio, de jogar potes pequenos, como sabia que os dois tinham propostas diferentes, eu evitei esse tipo de situação. Em nenhum momento me importei com que iam falar de estar jogando muito pra trás. Sabia que podia acontecer de chegar com uma desvantagem muito grande no heads-up, mas lá podia acontecer muita coisa”, comentou.

VEJA MAIS: Patrick Leonard assume liderança de ranking do poker online; confira

Com o adversário iniciando com uma grande desvantagem, o brasileiro não conseguiu reverter o cenário adverso e ainda viu o adversário encerrar o torneio acertando um dos outs no river. Apesar do desfecho, Danilo contou que o sentimento não passou nem perto de sentir chateado. “Cara, eu desabei em lágrimas, exclusivamente de felicidade. Agradeci pelo que tinha acontecido comigo. Fiquei com um sentimento de gratidão”.

O jogador também comentou sobre a marca histórica de ser o maior resultado brasileiro no poker online. “Na hora que o terceiro caiu, já lembrei disso. Eu não tinha nenhum prêmio de seis dígitos e vem logo um de sete. É algo bacana, feliz de fazer história”.

Danilo aproveitou para deixar um recado para os jogadores que seguem na luta de ser profissional de poker. “Todo mundo vislumbra o big hit, só que a grande verdade é que você não precisa dele pra viver do poker e ter uma carreira consistente. O que fez muita diferença pra mim foi ter essa certeza, independentemente de ter ou não um hit como esse, já tinha uma carreira consolidada. Estava há anos fazendo isso, com a certeza que eu gosto, da maneira certa e pouco a pouco. Muitas vezes, os jogadores que almejam tanto esse Big Hit, ele depende daquilo pra fazer acontecer no poker”.

Danilo continuou falando sobre. “Não quero ser hipócrita de dizer que um grande resultado assim não faz diferença, faz pra caramba, mudou a minha vida, mas não vai mudar a maneira que eu vou continuar fazendo, eu vou ser jogador de poker porque eu gosto de jogar e estudar. A mensagem que eu quero deixar é: seja o mais consistente possível, é isso que vai te dar confiança para seguir nesse meio que tem tantos altos e baixos”.

VEJA MAIS: Do rolezinho ao Caribe: o poker como diversão conquista as mulheres

O profissional encerrou agradecendo aqueles que estão sempre com ele na carreira. “Queria oferecer este resultado ao meu pai, minha mãe, minhas irmãs e família. Também não podia esquecer dos meus amigos, os companheiros do Full Poker Team e toda comunidade do poker que torceu junto por mim e pelo Brasil”.

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.