Dealer paraguaio Sérgio Diaz revela passado vitorioso no vôlei e comemora popularidade no BSOP

Dealer paraguaio Sérgio Diaz revela passado vitorioso no vôlei e comemora popularidade no BSOP

Em constante contato com os jogadores por horas a fio durante vários dias, os dealers de torneios de poker acabam ganhando a simpatia e a amizade dos participantes, que reconhecem um trabalho bem feito. No BSOP, um dos dealers mais carismáticos e queridos do público é o paraguaio Sérgio Diaz. 

Nascido em Assunção, sua história com as cartas teve início em 1987, quando começou a trabalhr como dealer. Na década de 90, ele veio para o Brasil, trabalhou por algum tempo, mas decidiu voltar para o Paraguai. Foi só em 2005 que ele retornou para o país, viu a proporção que o jogo estava tomando e passou a trabalhar nos clubes de poker.

Desde 2011 trabalhando no BSOP, ele explica, ainda com sotaque carregado, que a barreira linguística não foi um grande obstáculo. "Sempre falei enrolado, mas não tive dificuldade, o sotaque é que é o meu charme aqui no BSOP, todo mundo me conhece por isso", contou. "O jeito de tratar as pessoas é o diferencial. Eu acho que o poker é um espetáculo e a gente quer tratar bem as pessoas para que elas voltem a jogar os torneios."

                    Sérgio na mesa da TV

Sérgio conta que o segredo está em saber equilibrar as brincadeiras e a descontração nas mesas com o cumprimento correto das regras. "Eu trato bem as pessoas, interajo bastante com elas, porque eles vem aqui e estão pagando para jogar. Tem que cobrar deles as regras, que são bem rigídas, mas também tem que ter um pouco de flexibilidade com os jogadores, principalmente com os recreativos", explicou. "Essas pessoas querem se sentir bem, então eu quero brincar o máximo possível, dentro dos limites do trabalho, para que eles se sintam bem. Sem exagerar, sem maltratar ninguém ou falar algo além do que é permitido no BSOP."

O bom trabalho nas mesas não é reconhecido apenas pelos jogadores, mas também pela própria organização do BSOP. Sérgio foi um dos únicos estrangeiro a dar cartas na mesa da TV, posição que exige ainda mais competência e atenção dos dealers. Mas se hoje ele é destaque nas mesas, no passado seu sucesso aconteeu nas quadras de vôlei. "Fui o mais jovem jogador de um time a ser campeão, fui tricampeão, meu time era o Chaco Boreal. Quando jogamos o sulamericano em 85, eu tinha 15 anos, estava na reserva e entrei, estava tremendo. Na primeira jogada, o cara atacou a bola na minha cara, daí o técnico me tirou e todo mundo ficou rindo de mim (risos)."

                                                   Sérgio na etapa de Balneário Camboriú

Apesar do sucesso, ele explica que deseja continuar como dealer e não aspira outras posições como a de floor ou diretor de torneios, por exemplo. "Eu já estou com alguns anos a mais", contou. "O que eu quero é incentivar os jovens a serem melhores a cada dia, dar algumas dicas para eles melhorarem. Estando aqui dentro do BSOP já me sinto muito bem, meu sonho é seguir aqui como estamos. Queria que meus companheiros jovens busquem melhorar e que, se quiserem, virem floors para seguirem progredindo".

Das quadras para as mesas, fica claro que uma característica de Sérgio nunca mudou: a dedicação para ser o melhor possível em sua atividade.

20h H2 CLUB
blinds: 40m
stack: 20000
insc.: 150,00
17h H2 CLUB
blinds: 25m
stack: 10000
insc.: 50,00
20h30 ESPAÇO ZAHLE
blinds: 35m
stack: 20000
insc.: 200,00
16h30 ESPAÇO ZAHLE
blinds: 2m
stack: 13000
insc.: 30,00
20h30 STARSCLUB ITAIM
blinds: 25m
stack: 15000
insc.: 150,00
16h NUTS HOLD'EM CLUB
blinds: 20m
stack: 10000
insc.: 20,00
21h NUTS HOLD'EM CLUB
blinds: 25m
stack: 15000
insc.: 20,00
19h30 ARENA SOCIAL POKER CLUB
blinds: 25m
stack: 8000
insc.: 30,00
16h HIJACK POKER CLUB
blinds: 20m
stack: 5000
insc.: 0,00
21h HIJACK POKER CLUB
blinds: 25m
stack: 15000
insc.: 20,00
// Vídeos em destaque
» Veja mais vídeos no SuperPoker
// Clubes do Brasil

INÍCIO | CONTATO | ANUNCIE
É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo deste portal de conteúdo (superpoker.com.br) - textos, imagens e vídeos - sem prévia autorização dos responsáveis. Para solicitar autorização, fale conosco pelo e-email contato@gruposuperpoker.com.br.