COMPARTILHAR
Kelvin Kerber
Kelvin Kerber - High Roller

Quando a história do BSOP começou em maio de 2006, Kelvin Kerber tinha apenas 14 anos. Quase 12 anos depois, o jovem catarinense se tornou um colecionador de troféus do circuito. A primeira etapa de 2018 colocou Kelvin em um patamar ainda mais alto. O craque foi o grande campeão do High Roller e agora possui os dois títulos mais importantes do BSOP.

São Paulo, 1ª etapa. A cena se repetiu dois anos depois do título de Kelvin no Main Event. “A energia aqui é muito boa. As coisas aqui regulam, como a gente diz. Essa etapa foi realmente incrível. Sempre que eu venho para São Paulo já crio expectativa que alguma coisa vai acontecer”, falou.

Agora com a principal “dobradinha” possível dos torneios do BSOP, o currículo de Kelvin ficou ainda mais recheado. O bankroll também. A cravada do High Roller rendeu a bagatela de R$ 206.610 para o campeão.

“A gente vem por esses momentos, por essas grandes cravadas. Dá mais satisfação que um torneio online, até por estar aqui fisicamente, jogando olho no olho, efetivamente numa mesa de poker. Nós, jogadores profissionais, buscamos essas grandes vitórias quando a gente vem pra cá. É incrível. Sensação de dever cumprido. A gente estuda e se dedica muito”, vibrou Kelvin.

A mesa final do High Roller foi reiniciada nesta terça-feira com seis jogadores, sendo quatro ex-campeões do Main Event e um ex-campeão do High Roller. Depois de começar com o terceiro maior stack, Kelvin teve que impedir o bicampeonato de Fernando Grow no heads-up. Ele falou sobre o adversário “amuleto”.

“O Grow estava na mesa final do Main Event que eu ganhei, então a presença dele parece que traz uma energia boa. Não é à toa, ele é um cara incrível. Eu cheguei no heads-up bem maior que ele até, mas ele conseguiu crescer o stack. Cada um teve seus momentos, mas eu nunca perdi a liderança. Foi bem difícil e faz sentido, ele é um jogador extremamente capacitado”, comentou.

O High Roller foi o segundo título do catarinense nesta etapa. Ele já havia ganhado o Turbo Knockout. Com esses resultados incríveis, ele foi coroado com um Platinum Pass de US$ 30.000. Além disso, Kelvin largou na frente com pontos preciosos na disputa para ser Campeão Brasileiro de 2018.

“Eu tenho obrigação de ir atrás igual aconteceu em 2016, onde eu ganhei o Main Event na primeira etapa e outro paralelo e fui até o fim. Essa etapa aqui eu ganhei dois torneios, fiquei em 4º lugar em outro, mais uma vez comecei muito bem. Vou fazer parecido com 2016 e ver se no final do ano a história é diferente”, afirmou Kelvin.

São seis títulos de BSOP e 11 troféus no total. Até onde pode chegar Kelvin Kerber? Confira a premiação final do High Roller:

1a R$ 206.610,00 KELVIN ANDRE BRUNETTO KERBER Brasil
2a R$ 140.750,00 FERNANDO BRUNCA GARCIA Brasil
3a R$ 92.980,00 VINICIUS PINHEIRO Brasil
4a R$ 76.620,00 RENATO AKIO KANEOYA Brasil
5a R$ 61.550,00 MARCELO SIMOES MESQUEU Brasil
6a R$ 48.210,00 RUBENS BOMTEMPO Brasil
7a R$ 36.160,00 ADALBERTO CARVALHO ELIAS Brasil
8a R$ 26.690,00 LEONARDO SILVEIRA DE CASTRO PIRES Brasil

PokerStars é o patrocinador oficial do BSOP. Abra sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.