COMPARTILHAR
Doug Polk

Quem acompanha o jogador profissional e celebridade do Youtube Doug Polk, já deve ter ouvido falar do desafio que o americano lançou, tentando transformar US$ 100 em US$ 10.000. Isso porque Polk começou a trajetória há mais de dois anos, fazendo diversas pausas pelo caminho, e transmitindo todas as sessões online no Twitch.

VEJA MAIS: Scott Blumstein tenta blefe com Q-high, mas “pula na lança” de John Cynn no Poker After Dark; assista

Em 28 de julho, o craque decidiu dar mais uma chance ao desafio, que já estava na marca de US$ 1.054, dizendo que dessa vez iria focar até atingir os US$ 10 mil. Menos de um mês depois, o americano finalmente conseguiu chegar na meta, encerrando o desafio após se arriscar na NL500 (cash game com blinds $2/$5). Confira abaixo o gráfico.

Doug Polk - Desafio $100-$10.000
Doug Polk – Desafio $100-$10.000

Com o desafio concluído, Polk compartilhou algumas observações sobre os limites baixos:

“1) O blefe é muito forte nos níveis menores. Mas geralmente varia pela street. Blefar pré-flop tende a ser bom, porque os jogadores não te dão raise o suficiente. Blefar no flop é ótimo porque as pessoas jogam muito loose contra 3bet. Blefar no turn tende a ser dramaticamente pior. No river é incrível. Jogadores apenas querem ver flops e acertar suas mãos, então têm uma grande quantidade de ‘air’ no river. Tem que apostar as trÊs [streets] se você chegar no river fraco.

2) Pagar em grandes potes é muito pior. É como que um mal necessário, particularmente conforme você faz leituras dos jogadores. Transmitindo, você realmente não pode dar grandes folds porque as pessoas podem ver depois o que você tinha. Se eu não tivesse transmitido o desafio, teria foldado mais.

3) Se você joga em um site com um pool de jogadores pequeno, cash games são melhores que torneios

4) Você tem fold equity em spots que nunca teria nos limites mais altos. Não tenha medo de dar slowplay em situações onde acha que eles devem pagar

5) Micro stakes ainda são bem soft, construir um bankroll é definitivamente possível

6) Com sites sem HUD, não tenha medo de abusar das frequências de raise pré-flop, porque ninguém vai sequer saber o que você está fazendo

7) Blefar com overbets é ridiculamente bom nos micros. Vá à loucura contra os regulares duros, sem medo!”

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.