COMPARTILHAR
Phil Hellmuth adicionou uma nova modalidade à lista de braceletes (Foto: PocketFives)
Phil Hellmuth adicionou uma nova modalidade à lista de braceletes (Foto: PocketFives)

Phil Hellmuth provou mais uma vez que, apesar de todas as críticas que sofre ao seu jogo, ainda faz muito estrago nas mesas da WSOP. Em sua quarta mesa final na edição 2021, o “Poker Brat” ficou com a vitória e faturou seu 16º bracelete.

VEJA MAIS: Rafael Reis vai ao Dia 3 do Monster Stack entre os líderes; Giovani Torre também avança

Apesar da grande coleção de joias da WSOP, o mais recente título foi especial para Hellmuth, que assumiu estar emocionado após cravar o Evento #31 (US$ 1.500 No-Limit 2-7 Lowball Draw). Dono de nove braceletes de No Limit Hold’em, três de Limit Hold’em, um de Pot Limit Hold’em e dois de Razz, agora o craque adicionou uma nova modalidade à lista de cravadas.

Conhecido entre grandes nomes do jogo como “uma das formas mais puras de poker”, o NL 2-7 Lowball Draw já tinha trazido dois vices para o craque. Em 1993 e, 18 anos depois, em 2011, Hellmuth teve que se contentar com a segunda colocaçaõ em eventos da modalidade.

VEJA MAIS: André Akkari e Anthony Barranqueiros passam ao Dia 2 do Evento #34 da WSOP

“Emocionado!”, escreveu a lenda no Twitter. “Desde a década de 90 eu queria ganhar um bracelete de 2-7 No Limit Lowball Draw na WSOP por causa do clima que Chip Reese, Doyle Brunson, Billy Baxter, Johnny Chan, Bob Stupak e cia. traziam para o evento todo ano. Tive um segundo contra Billy e um segundo contra John Juana. Nesta noite, eu finalmente ganhei um!”.

Com já quatro mesas finais, um título e ainda um longo calendário da WSOP a ser disputado, alguém duvida que Hellmuth possa buscar o 17º?

Confira o último episódio do Pokercast: