COMPARTILHAR
Estrutura de premiação - Prize pool
Estrutura de premiação - Prize pool

O holandês Mathijs Jonkers decidiu sugerir uma mudança na estrutura de premiação de torneios. Ele possui um currículo com quase US$ 600 mil em premiações ao vivo. A maior parte disso veio com o terceiro lugar no Main Event da WSOP Europa em 2017.

VEJA MAIS: A mão do homem morto: conheça a história mais macabra do poker

Também organizador de torneios, Mathijs usou como exemplo um evento realizado recentemente. Registrando 509 entradas de buy-in €175, o torneio arrecadou um prize pool líquido de €74.950. Os prêmios da mesa final ficaram definidos da seguinte forma:

1 – €14.565
2 – €9.142
3 – €5.673
4 – €3.185
5 – €2.323
6 – €1.948
7 – €1.649
8 – €1.386
9 – €1.161

Mathijs Jonkers
Mathijs Jonkers

O argumento do holandês é que todos se beneficiariam de uma divisão mais equilibrada. “Como sou jogador e organizador de eventos, eu tento olhar as coisas dos dois ângulos. Eu sempre tento ver um evento de poker como um evento esportivo. Minha visão e opinião é: não deveríamos permitir acordos. Jogue para vencer! Mas como jogador eu entendo que os payjumps no topo são tão grandes que você quer fazer um deal. Quando joguei a mesa final da WSOP Europa, apenas os payjumps já poderiam mudar minha vida. A WSOP tem uma visão: acordos não são permitidos. Eu gosto disso da perspectiva do organizador, mas não da perspectiva do jogador”.

Mathijs, então, sugere uma mudança e dá como exemplo o torneio que organizou. “Então eu sugiro fazermos a estrutura de premiação mais equilibrada. Neste exemplo, tenho certeza que o campeão de um torneio de €175 ficaria feliz com um prêmio de €8.800, então reestruturei os prêmios assim:

1 – €8.800
2 – €7.400
3 – €6.200
4 – €5.100
5 – €4.200
6 – €3.300
7 – €2.600
8 – €2.000
9 – €1.500.

Quais são suas opiniões sobre o assunto?”, finaliza o holandês.

Você concorda com Mathijs? Acha que os payjumps deveriam ser menores ou o campeão realmente deve ficar com uma forra gigante?