COMPARTILHAR
João Simão - WSOP 2018

Para quem achou que Phil Hellmuth estava mudando de atitude após a câmera do SuperPoker capturar o pedido de desculpas ao craque André Akkari, o “Poker Brat” voltou a ser o centro das atenções em mais uma polêmica.

Dessa vez, foi no Omaha Hi-Lo 8 or Better Championship, competição com o buy-in de US$ 10 mil. Hellmuth ofendeu dois jogadores que estavam em sua mesa, mas diferente da maioria das situações, os jogadores reagiram aos insultos, fazendo o profissional se calar.

O que se repetiu foi a total omissão da organização da WSOP, que não puniu Hellmuth e ainda colocou dois seguranças próximos à mesa para conter os jogadores, o que causou revoltada da maioria dos jogadores que estavam disputando o torneio.

VEJA MAIS: Calvin Anderson e Frank Kassela decidem o Razz Championship da WSOP

O craque João Simão estava na mesa ao lado e acabou acompanhando toda a situação e ficou inconformado com todo o acontecimento. Nas redes sociais, o brasileiro criticou a atitude do americano e a postura da WSOP. Confira:

“Vai indo cansa. Phil Hellmuth desrespeitando todo mundo, todo dia. Dessa vez, dois adversários da mesa dele, depois de serem chamados de idosas e mer…, perderam a paciência e ele ficou mansinho, mansinho.

Cercam a mesa de guardas, mas nunca penalizam esse babaca. É ridículo o tratamento da WSOP. Privilégios, descarados e descabidos. O torneio inteiro revoltado, todo dia, toda WSOP, todo ano… VERGONHA”.

Para a infelicidade dos jogadores, Hellmuth avançou para o Dia 2 do Pot-Limit Hi-Lo 8 or Better Championship. Qual será o clima que o Poker Brat encontrará nas mesas? E o que vocês acham da atitude da WSOP de sempre relevar as atitudes do recordista de braceletes?

A cobertura do SuperPoker na WSOP é patrocinada pelo Bodog e conta com o apoio do H2 Club e do BSOP. Clique aqui para abrir sua conta no Bodog.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.