COMPARTILHAR
Christopher Kennedy - PokerStars Players Championship
Christopher Kennedy - PokerStars Players Championship

O maior torneio de US$ 25 mil da história do poker, US$ 5,1 milhões reservados para o campeão e 65 left. Era de se esperar que em uma situação dessas, todos os jogadores do PokerStars Players Championship estavam focados e se dedicando ao máximo para tomar as melhores decisões nas mesas.

Não foi o caso do americano Christopher Kennedy. Após chegar à mesa da TV, ele pareceu ter “soltado um parafuso”, não se importando mais com o resultado no torneio. Por duas vezes seguidas, ele deu open shove de mais de 30 big blinds, segurando A9 em ambas as ocasiões. Na terceira mão na sequência, novamente foi all in, dessa vez com TT.

VEJA MAIS: Pedro Padilha é o Brasil no Dia 4 do PokerStars Players Championship

Kennedy recebeu o call do português Filipe Oliveira, que estava no small blind com JJ, e acabou perdendo a maior parte do seu stack. Se ainda havia alguma dúvida de que o americano realmente estava afim de ir para o gamble, a questão foi resolvida logo na mão seguinte.

Do UTG+1, o argentino Hilário Quijada foi all in de 275.000 fichas com KQs, exatos 11 big blinds. Segurando KQo, Evan Mathis também foi all in do cutoff com suas últimas 185.000 fichas. A ação chegou até Kennedy no big blind, que nem titubeou para colocar suas últimas 200.00 fichas no meio e abrir um “sólido” 74o.

A loucura chegou ao fim após o board correr 65TQA, eliminando Kennedy e dividindo o pote entre Quijada e Mathis. Pela 61ª colocação, o “maluco” faturou US$ 56.800 e se despediu dos oponentes com um sorriso no rosto. Segundo o HendonMob, Kennedy chegou a US$ 214 mil em premiações ao vivo, por isso fica difícil entender o desleixo em uma reta final tão importante.

 

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.