COMPARTILHAR

O Main Event da primeira etapa da temporada 2016 do BSOP (Brazilian Series of Poker) tem um campeão à altura da grandeza do evento. O craque Kelvin Kerber, conhecido no online como "Kelvin_FP:AR", ficou com a primeira colocação e o prêmio principal de R$513.500 na maior etapa inicial da história da série.

Sócio do Samba Team, Kelvin é um daqueles nomes no poker dos quais só se ouve falar bem. Prova disso é o tamanho da torcida presente no Ballroom do WTC Sheraton para acompanhar a mesa final. "Não só por esse momento aqui, mas ter amigos que torcem por você é muito gratificante", comentou o campeão.

No heads-up, a disputa foi contra Gustavo Kamei, que começou o dia como chip leader. Tranquilo e com o maior stack quando restavam apenas dois, Kelvin dominou as ações e passou a régua em all in pré-flop quando seu QT ficou à frente do Q9 de Kamei no board 3JK86. Como consolação para o runner up, o prêmio de R$295.700,00, nada mal para alguns dias de trabalho.

Com diversas cravadas online no currículo, Kelvin não mediu palavras para falar sobre sua primeira grande conquista no live. "Tenho vários títulos que me alegram muito mas nada comparado com um Main Event do BSOP, o maior deles. Não fica muito melhor do que isso, é uma felicidade indescritível".

O feito fica ainda mais impressionante quando se leva em consideração que esse foi seu segundo título na etapa, tendo conquistado também o Evento Win the Button Mix-Max, provando que está em um ótimo momento na carreira.

CAMINHO ATÉ A VITÓRIA

A jornada rumo ao título não foi nada fácil. No caminho de Kelvin estavam jogadores como Fernando Grow, o runner up Gustavo Kamei e o chileno Oscar Alache. Grow foi o carrasco da primeira eliminação da mesa final, quando seu 78 achou um par no board 973J4, batendo o AT de Élder Soares que havia shovado do UTG já short stack.

Pouco depois o jogo foi parado para a entrega da moto Harley-Davidson para o campeão brasileiro João Bauer, mas na volta o sétimo lugar logo foi conhecido. Num duelo de par contra par, o 77 de Nelson Scariot não teve ajuda do board contra o 99 de Oscar Alache.

O que o chileno ainda não sabia é que ele seria o próximo a sair. Em all in pré-flop contra Kelvin Kerber, o AJ brasileiro superou o QK do Jogador do Ano do LAPT e fez mais uma vez a barulhenta torcida vibrar no salão.

A arquibancada voltou a tremer quando Kelvin mandou o argentino Ignacio Bernard pra casa no quinto lugar, formando o 4-handed verde e amarelo. No flop AT2 com 2 de espadas, Ignacio foi all in com 63 de espadas, tomando o snapcall de AQ do craque brasileiro e não acertando seus 9 outs.

Não é difícil adivinhar quem eliminou o próximo. O campeão novamente se deu bem e dessa vez ele preparou uma armadilha para Fernando Grow. A mesa rodou em fold até Kelvin no botão, que deu apenas limp com AT.

Após o small blind completar, Grow foi all in de aproximadamente 10 big blinds com K6, tomando o rápido call. O board 272J5 trouxe nada para ambos e Kelvin levou com o kicker mais alto e o campeão brasileiro de 2013 e bicampeão de Omaha se despediu da disputa.

Seguindo com a matança, o fenômeno de Balneário Camboriú(SC) formou o heads-up eliminando Éder Ferronato, dessa vez com AK. O A5 de Éder não apresentou perigo no board 96Q63.

O confronto final foi rápido e quando o 6 apareceu no river da última mão, Kelvin cumprimentou Kamei e partiu para comemorar com a torcida, que a essa altura pulava e comemorava aos gritos de "ole ole ole all in, Kelvin, Kelvin".

Vitória merecida de quem estuda e conhece o jogo como poucos hoje no Brasil. Já disparado na busca pelo título de campeão brasileiro, ele garante que não vai parar por aqui. "Se já planejava jogar os outros BSOP, agora é que não perderei nenhum mesmo".