COMPARTILHAR
Luiz Torres - Natural8
Luiz Torres - Natural8

Luiz Torres é um dos principais nomes do Brasil quando o assunto é poker no Twitch. Se você gosta de acompanhar os streamers, provavelmente já se deparou com algum clipe do jogador, seja nas redes sociais, ou aqui mesmo no SuperPoker. O clima descontraído e as fortes emoções demonstradas pelo profissional de Santo André (SP) sao alguns dos fatores de sucesso.

Seja fazendo uma dancinha “questionável” ao ver seu JJ segurar em all in quádruplo, ou dando mais um tapa na já combalida mesa após uma bad beat, Luiz atraiu a atenção do público. Já são quase 8 mil seguidores no Twitch, e o brasileiro também faz parte do time de streamers do Natural8, o “site líder” como gosta de chamar em suas transmissões.

VEJA MAIS: Natural8 oferece ranking com US$ 10 mil diários e pacote WSOP Super Circuit Hero de US$ 500 mil; confira

No começo como streamer, no entanto, a situação era bem diferente. “As minhas primeiras lives tinham 10 a 20 viewers e eu sabia que muitos ali eram familiares que deixavam ali só pra ajudar”, contou Luiz, explicando o comportamento intenso nas transmissões. “Quando jogava poker, mesmo sem ter a live, eu já tinha aquelas reações de comemorar, brigar, reclamar, bater na mesa. Já fazia parte do meu jeito mesmo.”

Em entrevista ao SuperPoker, o profissional falou sobre a vida de streamer, a parceria com o Natural8, sua legião de fãs e muito mais. Confira.

"Luizftorres"
“Luizftorres”

Fale sobre sua trajetória no poker até hoje
Conheci o jogo de poker em 2007 através de um amigo que me ensinou a jogar no baralho mesmo, e no mesmo dia já fui procurar se existia programa para jogar poker online. Naquela época, existiam aquelas promoções de conseguir um bankroll de $50 de graça, comecei assim, mas quebrei. Depois recebi $10 em uma rede e lá descobri o sit and go dobro ou nada, comecei a jogar mesas de $1,10 e fui subindo até chegar nas mesas de $109.

Nesse caminho, eu ainda trabalhava paralelamente, e quando comecei a lucrar no poker regularmente 3 vezes mais do que com trabalho, foi que me tornei profissional. Em 2013, após 5 anos jogando sit and go, aquela rede foi morrendo aos poucos e migrei para as outras redes para ser profissional de torneios, onde estou até hoje.

Quando e por que você decidiu virar streamer de poker?
Eu sempre gostei de assistir lives enquanto eu grindava, assistia regularmente o Lex [Veldhuis] e o Matt Staples, e não tinha nenhum brasileiro que fazia regularmente, o Munhoz já tinha parado. Senti que era alguma coisa que estava faltando no poker brasileiro, como se fosse um spot do jogo. Algumas pessoas que conhecem minha personalidade e meu jeito incentivaram, dizendo que com certeza iria dar certo.

Também tinha vontade de mostrar um outro lado dos profissionais de poker, estava cansado daquela conversa de que todo profissional de poker tem que estudar regularmente, usar programas de ajuda no grind, fazer coach. Na minha visão, isso não é uma verdade absoluta, comprei minha webcam e resolvi criar o Poker Raiz.

VEJA MAIS: Gustavo Pinto celebra maior prêmio da carreira e anel de campeão: “Realização de um sonho”

Quando começou, imaginava ter tanto sucesso?
Sinceramente, não imaginava. Apesar de eu já ser um profissional de poker há muitos anos, eu era totalmente low profile e desconhecido no meio. Eu não conhecia quase nenhum jogador profissional, tanto que eu comecei anunciando minha live no meu Facebook e Instagram, onde praticamente não tinha nenhuma pessoa do meio do poker, e em um fórum que já estava praticamente parado.

As minhas primeiras lives tinham 10 a 20 viewers e eu sabia que muitos ali eram familiares que deixavam ali só pra ajudar. Achei que ia demorar cerca de um ano streamando regularmente para que a live se tornasse conhecida e começasse a dar algum retorno, mas após 2 meses já estava com um público muito bom e repercurtindo bastante no meio do poker.

Seus clipes bombam nas redes sociais. Você é animado daquele jeito no dia a dia ou é mais como um personagem que você criou?
Sempre fui extrovertido e muito competitivo. Quando jogava poker, mesmo sem ter a live, eu já tinha aquelas reações de comemorar, brigar, reclamar, bater na mesa. Já fazia parte do meu jeito mesmo.

Quais as vantagens e desvantagens de jogar streamando?
As vantagens são a motivação que dá a mais para grindar e tentar errar o menos possível na frente de muita gente, ter o apoio e incentivo de muita gente durante seus torneios, e quando consegue parcerias comerciais tem o retorno financeiro.

As desvantagens, em primeiro lugar, com certeza vem o fato de você abrir 100% do seu jogo para os adversários. Quase todos os regs assistem às Twitchs e, se você não adaptar em relação a sizes e jogadas ,sabendo que as pessoas conhecem seu jogo, pode fazer o seu resultado cair muito. Além disso, a pressão por resultados é muito maior porque as pessoas que estão ali querem ver o profissional de poker ganhar e sabemos que a realidade de jogador de torneio é perder muito mais dias do que ganhar (mas o dia que ganha compensa).

Algumas vezes, você se sente desconfortável também em alguns spots do jogo e vem aquela pergunta na cabeça, como vou foldar isso na live? Ou como vou herolar isso aqui na live? Tem que saber lidar com os haters também que sempre estão escondidos, assistindo e esperando motivo para tentar incomodar.

VEJA MAIS: Vinicius Steves comemora vice e big hit na WSOP Super Circuit Online Series: “Representa muita coisa”

O que pode falar sobre sua relação com os fãs fiéis e a comunidade que te acompanha?
Essa é uma parte muito legal, porque minha live sempre foi mais voltada para entretenimento do que para a parte técnica do jogo. Em questão de meses eu era um total desconhecido no poker e hoje tenho uma galera que me acompanha todo dia, que curte assistir a live enquanto grinda, tem a galera que fala que também é Raiz, tem os jogadores profissionais de time também que assistem e curtem. Sempre tento interagir com todas as pessoas que entram na live e falam no chat, no Instagram também, acho legal essa proximidade com quem assiste e gosta.

O que a parceria com o Natural8 representa para você?
O Natural8 hoje representa muito na minha live, o site está crescendo muito no meio do poker mundial e o incentivo que eles dão aos streamers dá uma segurança grande para quem é profissional de um jogo que tem variância. E essa parceria também faz a live repercurtir com o público internacional, apesar da transmissão ser em português.

O software é muito bom e o rakeback é excelente, eles sempre trazem ótimas promoções diárias e mensais para os jogadores, além de ter várias promoções para distribuir com a galera que assiste a live. Além disso, os torneios no Natural8 têm estrutura boa e já tenho bastante lucro desde que comecei a jogar lá.

Quais seus objetivos como jogador e streamer?
Meu objetivo como jogador é continuar ganhando de forma regular para que possa dar uma qualidade de vida boa para minha família e jogar por mais alguns anos até conseguir estabilidade financeira para me aposentar. Não tenho objetivo de jogar regularmente os highstakes, atualmente jogo torneios até US$ 215 e acho suficiente para alcançar isso.

Como streamer pretendo cada vez mais estabilizar minha live como a companhia do grinder, mesclando a parte do jogo com o entretenimento e trazendo conteúdos bons também. Por exemplo, os dias que trago um profissional para grindar conversando comigo e respondendo as dúvidas do público, além de fazer algumas transmissões de brasileiros em retas importantes também no poker online. E viva o jogo de baralho raiz!

Clique aqui para baixar o Natural8 e começar a jogar!

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.