COMPARTILHAR
Marcelo Giordano - Evento 33 - WSOP
Marcelo Giordano - Evento 33 - WSOP

Marcelo Giordano decidiu inovar na organização de seu stack no Dia 2 do Evento #45 ($2.500 No Limit Hold’em) da WSOP. Ao invés das tradicionais pilhas de 10 ou 20 fichas, o brasileiro colocou suas fichas lado a lado, individualmente.

VEJA MAIS: Thiago Crema é eliminado na reta final do Evento #44 da WSOP

Quem não achou nenhuma graça na curiosa organização foi o belga Kenny Hallaert. Sentado à direita de Giordano, ele tirou uma foto do stack do brasileiro e publicou no Twitter com uma legenda ofensiva.

A cobertura do SuperPoker na WSOP 2019 é um oferecimento do Bodog e conta com apoio do H2 Club e do BSOP.

“Outro palhaço aqui na WSOP que não quer empilhar suas fichas. Vi um similar anteriormente com pilhas de 5 que literalmente disse que queria apenas irritar as pessoas. Precisamos de uma regra para isso”.

Kenny Hallaert - WSOP 2018
Kenny Hallaert – WSOP 2018

No break do torneio, o SuperPoker conversou com Giordano sobre a situação. O profissional contou não ver problema em sua organização, pelo menos enquanto o número de fichas não é dos maiores.

“Eu entrei no torneio assim, recebi três fichas de 5.000 e coloquei uma do lado da outra. Começou a crescer o stack e falei ‘agora não mudo mais'”, contou. “Eu tenho mania de deixar assim quando estou com pouca ficha, acho que até facilita para a pessoa ver. Se são quatro ou cinco fichas, por exemplo, nem sempre é fácil distinguir empilhadas”

VEJA MAIS: Multidão brasileira marca presença no Monster Stack da WSOP; confira galeria

Pela foto também fica claro que as fichas não são dispostas aleatoriamente e seguem uma lógica, como explicou o brasileiro. “Tentei organizar da melhor maneira possível, coloquei 10 de 5.000 atrás e o resto tudo separadinho. Acho que para todo mundo está bem claro para saber o quanto tem.”

Para Giordano, o motivo real para a irritação do belga é o histórico com ele. Em dois torneios neste ano, o brasileiro já foi o responsável pela eliminação de Hallaert. Em um evento de Pot Limit Omaha, Giordano deu um hero call que decretou a queda do belga. Depois, em evento Knockout, ainda levou o bounty do profissional.

“Ele sentou na minha direita em uns três ou quatro torneios, e não está dando muito bom para ele (risos)”, brincou o brasileiro. “Sei que ele é bom, foi November Nine e tudo mais. Teve uma mão que eu tankei bastante no river pra pagar contra outro jogador e ele falou que era slowroll, então está pegando no meu pé.”

A cobertura do SuperPoker na WSOP 2019 é um oferecimento do Bodog e conta com apoio do H2 Club e do BSOP.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.