COMPARTILHAR
Marcelo Mesqueu - BSOP Millions - Crédito: Carlos Monti

Marcelo Mesqueu é uma das principais figuras do BSOP e mostrou isso no ano passado, com elegância de sobra ao perder o título de Campeão Brasileiro numa luta tão acirrada. O jogador que dificilmente perde uma etapa do circuito já marcou presença na abertura da nova temporada.

Com pouco mais de um mês para digerir a perda do título do ranking para Affif Prado, Mesqueu revelou que não acreditava que lidaria com a facilidade que fez no momento. “Achei que seria mais doloroso. Foi tranquilo”, contou. O que ajudou a amenizar foi o título no ranking de Omaha, que veio com certa facilidade.

Campeão da etapa em Punta del Este, o carioca disse que nunca teve como objetivo ganhar o ranking e coloca outra prioridade para este ano: ser o primeiro bicampeão do Main Event. Em entrevista para o SuperPoker, Marcelo Mesqueu também falou sobre a relação com o sobrinho Renan, que vem de grandes resultados.

Confira o papo:

Marcelo Mesqueu - Campeão Brasileiro de Omaha - Crédito: Carlos Monti
Marcelo Mesqueu – Campeão Brasileiro de Omaha – Crédito: Carlos Monti

SuperPoker: Perder o título não deve ter sido nada fácil. Como você lidou com o desfecho da briga naquele momento?

Mesqueu: Eu mesmo não achei que eu ia recepcionar o vice-campeonato como eu recepcionei. Na mesma hora que eu perdi, apagou tudo o que estava acontecendo, abaixou a adrenalina e eu fui direto comemorar com o Affif, que é um garoto que eu gosto muito. Eu não senti o que eu achei que ia sentir, achei que seria mais doloroso. Foi tranquilo.

SuperPoker: O titulo de Omaha ajudou para amenizar?

Mesqueu: Ajudou muito, porque eu sou apaixonado por Omaha. Eu sempre almejei o título de Omaha, mesmo sabendo que não seria fácil, eu via isso como uma coisa perto de acontecer. Isso me deu uma tranquilidade maior de perder o ranking geral.

SuperPoker: Você pretende lutar de novo pelo título de Campeão Brasileiro?

Mesqueu: Luto caso aconteça. Não estou focado em sair jogando como eu fiz ano passado, onde comecei a jogar multitabling logo na terceira etapa. Se acontecer de fazer uns pontos legais, vamos passo a passo. Se eu acho que eu tenho uma chance real, lá para a quarta etapa eu lutaria de novo, mas não é uma coisa que eu almejo hoje. Eu não vejo isso como um objetivo. Hoje eu dou mais prioridade para conseguir o primeiro bicampeonato do Main Event

SuperPoker: E o que você tem achado da fase do seu sobrinho, Renan? Dois títulos no Millions e agora mesa final do 1-Day High Roller.

Mesqueu: “O Renan não tem uma grande paixão pelo poker, poucas pessoas conhecem. Ele vem comigo porque nós somos uma família muito apaixonada e estamos sempre juntos. Ele vem para curtir, tanto que nem joga todos os eventos. Mas ele é um garoto que se tiver dedicação vai dar muito trabalho. Ele é forte. Eu acho que tem que ser natural, não faço pressão para ele jogar os eventos. Começamos ganhando um dinheirinho já no High Roller.

Marcelo comemora um dos títulos do sobrinho no Millions 

O BSOP São Paulo terá transmissão ao vivo do SuperPoker com cartas reveladas nos dois últimos dias de torneios, respectivamente segunda e terça-feira (29 e 30), a partir das 14h30. Victor Marques, Vini Marques, Fábio “Deu Zebra” Monteiro e Felipe Moraes comandam a festa!

PokerStars é o patrocinador oficial do BSOP. Abra sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.