COMPARTILHAR

No final da década de 90, o poker começava a dar os primeiros passos para o boom que aconteceu com o título mundial de Chris Moneymaker na WSOP em 2003. A televisão, em 1997, começou a mostrar as cartas abertas na transmissão. O modelo chegou à ESPN em 2002. No ano seguinte, o ex-contador ganhou o prêmio de US$ 2,5 milhões gastando apenas US$ 39 por ter classificado através de um satélite online.

Em 1998, outro motivo inspirou muitas pessoas a migrarem para o poker. O filme Rounders (Cartas na Mesa), estrelado por Matt Damon e Edward Norton, ambos em grande fase da carreira, mostrou nas telonas do cinema que o poker era um jogo de habilidade. Moneymaker foi um dos muitos jogadores que começaram a praticar o jogo após ver o filme.

Desde então, a comunidade do poker sempre debate sobre a continuação do longa. Quase 20 anos depois, a possibilidade ainda está no ar. Foi o que deixou claro o ator Matt Damon, no programa de televisão Rich Eisen Show.

"Os dois roteiristas (Brian Koppelman e David Levien) falaram sobre isso. Eles tiverem uma ideia nova para Rounders e acho que seria interessante por causa do que aconteceu no poker", disse o ator.

"O poker online faz com que os jovens, meninos e meninas, comecem a jogar cada vez mais cedo. Essa geração joga 10 mãos por vez, com dinheiro real. Quando eles chegam aos 21 anos anos, já viram milhões e milhões de mãos. Parecem até aquele supercomputador, o DeepMind, que derrotou o campeão mundial de Go", continuou Damon.

Para deixar os fãs do filme animados, o ator imaginou os personagens em ação atualmente, anos depois da história do filme. "O jogo é muito diferente hoje. Seria interessante ver como um personagem da minha geração ou a de (John) Malkovich (Teddy KGB no filme) estariam nessa situação", finalizou.