COMPARTILHAR

Aquele que jogar o Main Event do BSOP (Brazilian Series of Poker) Millions, que terá seu Dia 1A na quinta-feira (27) da próxima semana, vai certamente navegar em um field cheio de piranhas. Entre elas, mesmo que quieta, uma chamará a atenção: Chris Moneymaker, o pivô da revolução do poker em 2003.

Confirmado para o torneio que promete ser o maior Main Event que já houve no Brasil, o norte-americano ex-contador é, sem dúvida, um dos principais responsáveis pela popularização do poker no mundo, em um marco que ficou conhecido no esporte como "efeito Moneymaker" – emblemática expressão que remete tanto ao feito do jogador quanto a seu sobrenome.

Em 2003, se classificar para o mundial de poker por meio de um torneio online, Moneymaker venceu o principal torneio do esporte e impressionou o mundo ao converter US$ 86 em US$ 2,5 milhões, uma vez que o torneio classificatório online custava US$ 86 e tinha como premiação a vaga para o Main Event da WSOP (World Series of Poker), cuja a entrada custa US$ 10 mil.

Modificado pela família logo que chegou aos Estados Unidos, o sobrenome "Nurmacher" passou a "Moneymaker" para descrever o ofício dos parentes de Chris, que fabricavam moedas e prata por tradição.

Segundo ele, seu sobrenome também dá razão ao sucesso.

— Meu sobrenome. Estou brincando um pouco, pois penso que isso (sucesso) tem a ver com minha determinação.

Determinação que, confessa o jogador, chegou a ser perdida entre os vastos fields dos grandes campeonatos. De 2003 para cá, o crescente interesse pelo esporte que se provou milionário engoliu o causador do próprio feito: com tanta gente interessada em poker, o jogo chegou a um nível técnico que esmagou o campeão, como conta ele.

— Levei um tempo até perceber que o jogo havia me ultrapassado e voltei a estudar para melhorar meu jogo. Mas hoje, as grandes mudanças (do Chris de 2003 para cá) são que estou mais maduro e faço escolhas melhores. E agora eu trato o poker muito mais como negócio que como um hobby.

Sobre sua imagem na mesa, a avaliação de Moneymaker é de que nada mudou desde a conquista do Main Event.

— As pessoas polarizam quando jogam comigo no sentido de: ou elas querem jogar melhor que eu para ter o que falar ou saem do meu caminho. Isso é elevado ao extremo em vários casos.

Na época em que venceu o Main Event da WSOP, Moneymaker encarou 838 jogadores pela recompensa de US$ 2,5 milhões. Hoje, o mesmo torneio dá US$ 10 milhões àquele que superar um jogo de 6.638 competidores. Moneymaker, apesar de seu nome, corre ainda corre o risco de ser só mais um.

Pivô do boom

Moneymaker foi considerado o pivô do boom do poker quando sua vitória gerou forte interesse pelo esporte em âmbito mundial em um momento em que as hole cams já estavam popularizadas pelo canal de televisão ESPN. Por meio delas, os telespectadores conseguiam ver as cartas dos jogadores durante as transmissões – o que deixava o programa mais interessante a uma parcela maior de pessoas, além de deixar mais evidente a qualidade dos jogadores e o viés estratégico do jogo.

Como conseqüência do boom, a indústria passou a movimentar mais dinheiro e muitos sites de poker começaram a surgir com tutoriais gratuitos, o que deixou o esporte ainda mais em evidência por ter a maior parte de sua literatura disponível gratuitamente na internet.