COMPARTILHAR

A WSOP (World Series of Poker) anunciou mudanças no Monster Stack – torneio que custa US$ 1.500 para jogar com 15 mil fichas -, que acontece quinta-feira (26). De acordo com a organização, o número de pessoas já registradas ultrapassou a previsão e forçou uma mudança na ordem de acomodação de jogadores e níveis de blinds para o primeiro dia.

Agora, o Monster Stack o Dia 1 terá duas levas de jogadores no mesmo dia. Enquanto os jogadores registrados no Dia 1A sentam-se às mesas ao meio-dia e jogam até às 22h30 – horários locais – sem dinner break (intervalo de uma hora para jantar), os registrados no Dia 1A2 entram nos panos as 17h e encerram o dia apenas às 3h20 da madrugada da sexta-feira (27), também sem horário para o jantar. Os jogadores terão apenas intervalos de 20 minutos.

Os níveis dos blinds tiveram alteração para a primeira fase do torneio e caíram para nove no Dia 1. O registro tardio, contudo, foi mantido no padrão WSOP (até o sexto nível).

A mudança foi feita porque o número de registros online já tinha ultrapassado os 2.500 no final na manhã de quarta-feira (24). Assim, a previsão de aproximadamente 4.700 jogadores subiu para 5.260.

Com a disseminação da notícia das mudanças, a fila de registros aumentou. Alguns participantes foram pegos de surpresa, mas o pro canadense no online Paul Heathcote já estava de olho na alta demanda.

– Não mudei meus planos. Eu registraria hoje e agora do mesmo jeito, mas acho bom que tenham mudado para o que foi feito no Millionaire Maker, em duas levas. Mas infelizmente ficaremos sem o dinner break.

Inédito, o Monster Stack é aguardado ansiosamente tanto por jogadores quanto pela organização por sair do padrão de US$ 0,33 por ficha com um buy in baixo diante dos demais torneios. Nos torneios da WSOP, os jogadores recebem sempre três vezes o valor da entrada em fichas.

Com alta quantidade de fichas em relação aos blinds no Monster Stack, o jogo promete ser dinâmico e deve atrair mais amadores que gostariam de fazer parte da WSOP.