COMPARTILHAR
Pedro Padilha - BSOP SP
Pedro Padilha - BSOP SP

Seja em qualquer etapa, os Turbos Knockouts são sucesso durante as madrugadas do BSOP. O último não foi diferente e serviu para ratificar a grande fase que vive um dos principais jogadores do país: Pedro Padilha. O craque não deu chance para os concorrentes e faturou o segundo troféu de campeão na primeira etapa de 2018.

O prêmio de R$ 11.435 se junta a forra de R$ 112.500 pela cravada no 1-Day High Roller. “Já tem mais ou menos uns oito ou nove meses que estou vivendo a melhor fase da minha carreira, da minha vida. As coisas vão dando certo e espero que continue assim por um bom tempo”, disse o campeão.

Além de levar mais um bonito troféu da série e a forra, Padilha entrou de vez na briga para disputar o Platinum Pass de US$ 30.000 para o melhor jogador da etapa. Os concorrentes mais próximos são Kelvin Kerber e Anderson Fernandes. O craque do 4bet Team prometeu estar focado, mas não tinha planejado até então para isso.

“Como eu ganhei o High Roller e a pontuação era bem menor do que a do Start-Up, eu não pensei em jogar pelo ranking em momento nenhum, tanto que joguei só Main Event e o High Roller normal. Hoje eu caí na bolha do High Roller e engatei no finalzinho aqui e sabia que se eu fosse bem eu chegaria bem para o último dia. Agora é sangue no olho pra ganhar esse pacote”, revelou Padilha.

Empolgado com o PokerStars Players Championship, o torneio de US$ 25.000 que o Platinum Pass concede, Padilha rasgou elogios e disse que não pode ficar de fora.

“É um sonho. Eu vou ter que dar um jeito de estar lá de qualquer jeito (risos). Se eu ganhar o pacote agora vai ser muito melhor. Eu já fico sem esse pensamento de ter que jogar satélites, então estou com foco total mesmo nessa busca. O torneio vai ser demais, um dos maiores que será realizado no mundo e eu não vou ficar de fora”, comentou.

A história do torneio poderia ter sido  bem diferente para Padilha, mas ficou ainda mais bonita.  “Eu até registrei. Perdi um all in na segunda mão e fiquei com um blind e meio. Fui dobrando algumas vezes e consegui chegar a 12 blinds no fim do período de reentradas”

A mesa final do Turbo Knockout contou a presença de nomes como Geraldo César, João Fera e Leonardo Rizzo. “A mesa final não foi tão montanha-russa, eu cheguei grande, mas estava todo mundo apertado. Só quando estávamos no 3-handed que eu ganhei um all in crucial com 10 blinds. Aí deu para levar tranquilo”, analisou.

Padilha derrotou a jogadora Danielle Seyffert, que já tinha feito mesa final do Ladies Event, no heads-up. A última mão foi 33 contra J8.

A mesa final do Main Event do BSOP São Paulo acontece nesta terça-feira e tem transmissão AO VIVO do SuperPoker, com cartas reveladas, a partir das 14h30. Não perca!

Confira a premiação final (sem os bounties):

1a R$ 11.435,00 PEDRO PADILHA Brasil
2a R$ 7.950,00 DANIELLE SEYFFERT DA SILVA Brasil
3a R$ 5.260,00 LEONARDO MENDONCA RIZZO Brasil
4a R$ 4.120,00 PABLO EZEQUIEL VIALARET Argentina
5a R$ 3.320,00 JOAO OTAVIO DA SILVA SANTOS Brasil
6a R$ 2.590,00 GERALDO CESAR NETO Brasil
7a R$ 2.050,00 LUIZ EDUARDO SBRUZZI Brasil
8a R$ 1.590,00 ANDERSON LUIZ FERNANDES Brasil

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.