COMPARTILHAR
Pedro Padilha - PokerStars Players Championship
Pedro Padilha - PokerStars Players Championship

Um dos principais destaques do poker brasileiro em 2018 foi o craque Pedro Padilha. O profissional foi o segundo jogador verde e amarelo da história a conquistar dois títulos em apenas uma edição do SCOOP e empilhou troféus do maior circuito de poker do hemisfério sul, o BSOP.

Comprovando que a sequência de resultados não foi apenas uma fase, Padilha começou 2019 com tudo e foi o principal destaque do país no primeiro grande evento do ano, o PokerStars Caribbean Adventure (PCA). Além de ter sido o melhor representante brasileiro no PokerStars Players Championship e alcançado o maior resultado da carreira, o craque fechou a série terminando na terceira colocação no Evento #38 e somou mais um prêmio de seis dígitos.

Além de render uma excelente forra e saltar para o top 20 dos jogadores que mais somam prêmios na história do poker ao vivo brasileiro, Padilha alcançou outro feito enorme: estar entre os dez melhores jogadores do mundo em 2019 em um dos rankings mais conceituados do esporte, o Global Poker Index (GPI).

VEJA MAIS: Na última edição, Aussie Millions contou com discussão entre craques após fiasco no High Roller

Após a segunda atualização no ranking, Padilha aparece na nona colocação com 794,06 pontos. O craque não é o único brasileiro entre os quinze melhores, André Akkari soma 725,89 pontos e é o 13º colocado.

Outros representantes tupiniquins que aparecem entre os 50 melhores do mundo na segunda atualização do ranking em 2019 são Kelvin Kerber (26º – 670,49), Ariel Bahia (31º – 644,22) e João Simão (39º – 615,63).

A liderança do ranking anual do GPI é de Sam Greenwood com 997,32. O canadense é seguido de perto por Rainer Kempe e Sean Legendre, que somam 950,67 e 944 pontos, respectivamente.

Confira o top 10 do ranking de 2019 do GPI:

1º – Sam Greenwood (Canadá) – 977,32 pontos

2º – Rainer Kempe (Alemanha) – 950,67 pontos

3º – Sean Legendre (Estados Unidos) – 944 pontos

4º – Ole Schemion (Alemanha) – 915,66 pontos

5º – Ramon Colillas (Espanha) – 875,02 pontos

6º – David Rheem (Estados Unidos) – 838,24 pontos

7º – Uri Reichenstein (Israel) – 830,37 pontos

8º – Sean Winter (Estados Unidos) – 795,91 pontos

9º – Pedro Padilha (Brasil) – 794,06 pontos

10º – Mihai Manole (Romênia) – 793,93 pontos

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.