COMPARTILHAR
Peter Patrício
Peter Patrício "Pitão" - SuperPoker Session

Peter Patrício, o “Pitão”, foi a estrela da SuperPoker Session ontem (29), em uma transmissão de quase seis horas que agitou a comunidade brasileira. O profissional, sócio e instrutor do Samba Team, deu uma verdadeira aula de poker, explicando suas linhas de raciocínio e tirando dúvidas.

Para melhorar ainda mais, Pitão fez mesa final no $530 Bounty Builder do High Roller Club no PokerStars, atingindo uma audiência de quase mil pessoas simultâneas. Infelizmente, a queda do brasileiro veio na quarta colocação, faturando US$ 9.194 entre premiação e bounties.

VEJA MAIS: PokerStars altera premiações em torneios Progressive Knockout; você concorda?

Quando o torneio já estava com apenas quatro jogadores left, o mineiro foi colocado em uma situação complicada. A ação aconteceu com blinds em 15.000/30.000 e ante de 3.750. Após o limp de “Sintoras” do small blind, o brasileiro aumentou para 105.000 do big blind com 92 de copas.

O flop trouxe T65, com duas de copas, e Pitão aplicou a c-bet de 81.100, recebendo o call. O turn foi um 5 de espadas, e o oponente liderou com uma aposta de 193.600, metade do pote. O craque pensou por alguns instantes antes de dar o call, completando seu flush com um 5 de copas no river.

No entanto, o board possuía uma trinca, trazendo a possibilidade de o oponente ter um full house ou até uma quadra. Com 647.306 fichas para trás e 774.400 já no pote, Pitão foi colocado em all in. “O que ele vai blefar aqui? Será que ele blefa na loucura os draws de sequência, 78 ou 79?”, refletiu o mineiro.

Após usar a maior parte de seu time bank, o brasileiro optou pelo fold. Confira o clipe e opine: o que você faria?

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.