COMPARTILHAR
Pocket Poker - Flora Dutra
Pocket Poker - Flora Dutra

Um dia após o lançamento da coluna do craque Yuri Martins, que irá trazer conhecimento técnico sobre os Mixed Games, é a vez de outra estreia muito especial no maior portal de poker da América Latina: Flora Dutra, jornalista, antropóloga e jogadora de poker. Ela irá trazer a visão feminina para o esporte da mente, com a coluna Pocket Poker.

VEJA MAIS: “Mixed Games com Yuri Martins” estreia no SuperPoker falando sobre Omaha Hi-Lo

Ressaltando o compromisso do SuperPoker em trazer conteúdo de qualidade e uma pluralidade de visões, Flora contará experiências e fará questionamentos para a comunidade semanalmente. Em um esporte em que os homens são maioria, tanto nas mesas jogando, quanto nas demais áreas, a estudiosa/esportista trará a visão de quem é minoria. Confira:

Se o poker vive uma nova era atrelado aos aparatos tecnológicos e à inteligência artificial disponíveis para solucionar tendências e frequências de jogadas, isso significa que nos encontramos num limiar de progresso ou de declínio da significação do que o poker representa no presente? Ainda não tenho a resposta, mas muitos a buscam. Para além de questões futuristas, filosóficas ou técnicas, meu objetivo com esta coluna semanal é oferecer uma análise à qual as mulheres pertencem, pois elas também desempenham um papel enquanto figuras históricas ao fazerem parte dessa realidade que envolve redes de laços, afetos, mercado, moda, consumo, capitais sociais e simbólicos e toda a efervescência com que isso tem vindo à tona nesses últimos anos, nessa relação mulher x poker.

VEJA MAIS: Heads-up da WSOP 2018 termina em casamento; entenda

Para além de narrativas femininas que envolvem temas como gênero e geração, ao longo desse último ano, foram muitas as mulheres que me inspiraram e elas não são poucas! Tenho acompanhado jogadoras online/live, dealers, produtoras de conteúdo, streamers, coachs, empresárias, designers, jornalistas, influencers, instagramers, etc, que fazem do poker seu meio de sobrevivência. São estas construções e reconstruções sociais e culturais que merecem ser contadas aqui e que estão baseadas no amor genuíno pelo poker, possibilitando a criação de novas disposições culturais no mundo contemporâneo para estas mulheres.

Estarei em constante diálogo com o universo feminino e todas as suas causas sociais, políticas e culturais. Acredito que uma flexibilidade interpretativa traga novas compreensões e lance luz para aqueles que desconhecem esses posicionamentos femininos atuais e suas distinções. Por fim, estas práticas sociais que se interligam e perpassam o poker brasileiro será o pano de fundo da minha coluna, relacionando novas narrativas que são mediadas pelo jogo e seu efeito na construção de identidades femininas e suas subjetividades atravessadas pelas tecnologias.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.