COMPARTILHAR
PokerStars Caribbean Adventure - PCA
PokerStars Caribbean Adventure - PCA

O PokerStars Caribbean Adventure (PCA) foi uma das principais paradas do circuito mundial de poker por mais de uma década. No entanto, a edição 2019 do evento, que recebeu também o PSPC, foi a última da trajetória de  16 anos do PCA.

A informação foi revelada por Eric Hollreiser, Diretor de Marketing do PokerStars, em entrevista ao jornalista Lance Bradley, do PocketFives. Segundo o executivo, o declínio nos números do torneio, com exceção do ano passado, foi um dos motivos para o fim do evento.

VEJA MAIS: Lincon Freitas e Rafael Moraes estão na decisão do Evento #57-High do WCOOP

“Não é segredo que depois de anos bem sucedidos, o PCA [antes do último PSPC] tem perdido o fôlego e as críticas dos jogadores ao lugar têm aumentado”, disse Hollreiser. “Assim, não retornaremos à ilha paradisíaca em 2020. O PokerStars e nossos jogadores tiveram muito sucesso no Atlantis Resort & Casino nas Bahamas, e temos boas memórias de começar o ano com o PCA. No entanto, nossa pesquisa, junto com a opinião dos jogadores, mostrou que é hora de mudar. Queremos trazer coisas novas e dar aos jogadores o que eles querem”.

A primeira edição do evento aconteceu em 2004, como parte de uma etapa do World Poker Tour. O torneio foi realizado em um navio de cruzeiro e teve Gus Hansen como campeão. Em 2005, o PCA passou a fazer do EPT e se mudou para o Atlantis Resort, nas Bahamas.

Entre os jogadores que se consagraram campeões do PCA, destaque para nomes como Bertrand “Elky” Grospellier, Harrison Gimbel, Galen Hall, Dominik Panka, Mike Watson, Christian Harder, Maria Lampropulos e Chino Rheem, campeão da última edição.

Você gostou da notícia? O PCA fará falta no circuito mundial? Opine!

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

 

 

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.