COMPARTILHAR

Décimo quarto melhor do mundo no ranking GPI (Global Poker Index), o sueco Martin Jacobson é o único à mesa final da WSOP (World Series of Poker) com mais de US$ 1 milhão em ganhos na série. Nesta final, chamada de November Nine, o jovem de 27 anos estará no 8º lugar quando desensacar suas 14.900.000 fichas – seis blinds a mais que Bruno Foster, que entra na decisão com 30 BBs (12.125.000 fichas).

Antes de se sentar à mesma mesa que Foster, contudo, Jacobson jogou contra outro brasileiro nos momentos finais do Main Event. Eduardo Garla, paranaense de 23 anos, foi o último brasileiro a premiar no jogo que contou com 6.638 jogadores do mundo todo, e caiu justamente quando o sueco estava à sua esquerda.

Garla também jogava contra Jorryt van Hoof, o holandês chip leader do momento no November Nine, que acumula 38.375.000 fichas (95 blinds).

O SuperPoker perguntou a Garla quais os cuidados que Foster poderia tomar Jacobson, que eliminou o próprio Garla no 6º dia de torneio, na 34ª colocação (US$ 230.487). Naquele dia, Martin Jacobson era o chip leader do torneio.

Jacobson é muito sick: "Eu lembro que não me sentia bem em qualquer mão que jogava com ele. Ele é extremamente frio. Não demonstra nenhuma reação".

Muito agressivo: Como qualquer November Nine, Jacobson é extremamente agressivo. Além disso, está habituado a pressões nos jogos de alta premiação. 

"Ele é muito agressivo. Então, todas as mãos você fica muito apreensivo do que ele pode ser capaz de fazer".

 

Em posição: Ao rever o Main Event pela ESPN, canal que transmite semanalmente o Main Event da WSOP 2014, Garla entende que a estratégia mais segura a ser aplicada contra Jacobson seria jogar somente em posição.

"Eu tentaria evitar ao máximo entrar em mãos fora de posição contra ele, sempre tentando jogar com um range seguro e balanceado, pois eu sei que vai se aproveitar de qualquer deslize que eu der".

Jogue como os alemães: Para Garla, o melhor jeito de jogar contra Jacobson é jogar como a seleção de futebol alemã – que, para quem não se lembra, derrotou o Brasil por sete a um na Copa do Mundo na mesma época da World Series de Las Vegas.

"Sabe que nem o time de futebol da Alemanha? Firme e sólido na defesa e rápido e eficaz no ataque"?

Na mesa final, o Main Event é retomado com o holandês Jorryt van Hoof (1º, com 38.375.000), o norueguês Felix Stephensen (2º, com 32.775.000), o norte-americano Mark Newhouse (3º, 26.000.000), o espanhol Andoni Larrabe (4º, com 22.550.000), os norte-americanos Dan Sindelar (5º, com 21.200.000), William (6º, com 17.500.000) e William Tonking (15.050.000) e o sueco Martin Jacobson (8º, com 14.900.000). Foster começa em 9º.