COMPARTILHAR
Pedro Padilha, André Akkari e Bruno Kawauti
Pedro Padilha, André Akkari e Bruno Kawauti

O BSOP Millions além de ser o maior evento de poker da América Latina, também é o mais aguardado por todos. Afinal, além de distribuir generosas premiações, é a disputa que reúne os principais jogadores do continente.

Um evento desta proporção, reserva momentos marcantes na carreira de qualquer profissional. Muitas vezes, o acontecimento pode ser até mesmo fora da mesa, como recorda André Akkari. “Todo BSOP é especial, participei desde o começo, vi tudo nascer. Talvez um dos momentos que mais me marcou foi em 2011, quando fui homenageado pelo salão inteiro pelo título da WSOP. Recebi uma bandeira assinada por muita gente, guardo com carinho total!”.

VEJA MAIS: Leocir Carneiro relembra conquista no BSOP Millions 2018 e mira próxima edição: “vou para ganhar mais uma vez”

Outro jogador que guarda o BSOP Millions com muito carinho em suas lembranças é Bruno Kawauti. O torneio foi o primeiro grande evento que o profissional disputou em sua carreira. “O BSOP Millions sempre foi e sempre será um evento marcante pra mim. Foi o primeiro torneio grande que eu joguei com 100% dinheiro do meu bolso. Lembro muito bem, foi em 2010, o buy-in era R$1.000,00 e resolvi dar um tiro. Eu já jogava cash games regularmente e ainda não tinha feito a transição para torneios, então sempre que eu ia jogar um torneio eu vendia action entre meus amigos para dar o buy-in, mas nesse ano, eu estava confiante e resolvi jogar sozinho. Fiz deep run inclusive, cai em 50 left, algo assim, QQ pra KK, lembro bem (risos). De quebra, nessa etapa ainda teve a participação do Gus Hansen, Mike Matusow e Huck Seed caras que eu acompanhava pela TV e que foi animal vê-los ao vivo”.

Além dos momentos marcantes pelo simbolismo, o BSOP Millions também ficou marcado na carreira de vários jogadores devido aos resultados. Um dos jogadores que alcançou a decisão da mesa final foi Pedro Padilha. “Momento mais marcante pra mim foi quando fiz mesa final do Main Event 2013. Eu vinha de uma sequência muito boa de resultados em BSOP, principalmente em São Paulo. Foi um dia incrível meus amigos do poker e da vida na torcida, mas infelizmente acabou pra mim numa bad beat cruel, mas só ficaram as melhores recordações. Em 2015, estava lá 13 left no Main Event de novo, mas não cheguei à mesa final. BSOP Millions são sempre muito bons pra mim, já estou ansioso”, relembrou.

VEJA MAIS: Arlie Shaban escapa de 98% de probabilidade com JJ no Twitch

Guilherme Kalil, um dos apresentadores do Pokercast, também ficou muito próximo de ser campeão de uma etapa do BSOP. O mineiro recordou como foi a trave em uma etapa épica. “Meu melhor momento num BSOP, foi a mesa semifinal que fiz quando ainda jogava pelo 4Bet, em 2010. O evento era o BSOP 1000, que teve participação do Gus Hansen e do Mike Matusow, e a adrenalina de chegar tão longe nesse torneio é algo que jamais vou me esquecer”.

Mas o BSOP Millions não é um momento marcante apenas para quem está no salão, mas também para aqueles que acompanham toda a atmosfera, amantes do esporte da mente também vive intensamente este grande espetáculo do poker nas transmissões. “Quando me interessei em voltar a estudar e jogar poker foi na época em que descobrimos que o câncer do meu pai havia voltado. Nesse tempo eu havia visto todas as etapas do BSOP e BSOP Millions pelo Youtube, e foi quando eu descobri o Saulo Sabioni e sua história de superação. Mesmo com o falecimento do pai dele se saiu campeão do BSOP Millions em 2017. A história dele pra mim foi emocionante, eu vi nele um verdadeiro herói e um exemplo de força e determinação. Depois de um tempo fiz seleção para o time dele, o Suits Poker Team, do qual fiz parte por mais de um ano e consegui conviver com ele um pouquinho dentro do time. Humildade, educação e determinação foram as coisas mais emocionantes que eu vi neste jogador e que me inspirou a entrar no mundo do poker. Ano passado quando ele recebeu o prêmio de Campeão Brasileiro fui as lágrimas, era a coroação de anos de estudo, luta e perseverança. Esse ano estou feliz por saber que poderemos nos encontrar nos salões do BSOP Millions, estou com grandes expectativas. Saulo foi um dos grandes apoiadores do Pocket Poker e serei eternamente grata a ele e ao Suits pela oportunidade”.

Em 2019, mais momentos marcantes serão escritos! Será que o seu estará aqui?

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.