COMPARTILHAR
Saulo Sabioni - Campeão Main Event - BSOP Millions
Saulo Sabioni - Campeão Main Event - BSOP Millions

Para marcar o final de ano e o início da próxima temporada, o SuperPoker realizou uma série para relembrar todos os campeões do BSOP em 2017. Hoje é a última recordação, não tão distante, do BSOP Millions. Foram sete etapas durante o ano, realizadas em São Paulo, Punta del Este, Recife, Foz do Iguaçu e Curitiba. Sete sonhos diferentes viraram realidades e grandes prêmios foram distribuídos.

O último campeão da retrospectiva é Saulo Sabioni, campeão do gigantesco BSOP Millions. Relembre:

O capítulo final do BSOP Millions 2017 transformou, para sempre, a vida do sul-mato-grossense Saulo Sabioni, 28 anos. O profissional consagrou uma carreira de muita dedicação com o título do torneio mais importante do Hemisfério Sul. Além de entrar para a seleta galeria de campeões do BSOP Millions, Saulo levou o prêmio de R$ 1.067.150, o maior já distribuído no Brasil.

“Eu tenho certeza que eu mereço estar nesse momento. Foi um ano de muita dedicação, muito esforço, mas também eu não imaginava que terminaria tão maravilhoso assim, cravando o BSOP Millions, que é um sonho para todos os jogadores. Estou aberto a viver esse momento, porque é um momento que eu sempre sonhei”, disse Saulo, emocionado.

A mesa final do BSOP Millions 2017 se desenhou, de maneira surpreendente, rapidamente. Mesmo com saltos gigantescos na premiação, os finalistas foram eliminados em pouco mais de quatro horas de disputa, formando o heads-up. Saulo enfrentou o simpático recreativo Francisco Neto. Eles eram os dois jogadores que tinham mais fichas no início da decisão.

Saulo é dono de um time de poker online, o Suits Team. Ele revelou que fez uma preparação especial para a mesa final.

“Eu e o meu sócio fizemos uma programação hoje cedo. Convidamos um profissional amigo nosso que a gente admira muito para estudarmos a mesa. Fizemos um estudo, adversário por adversário, traçamos uma meta, uma estratégia para o meu jogo e eu segui à risca essa estratégia”, contou.

Diferente do panorama da mesa final, o heads-up foi um longo teste de paciência para os dois finalistas. Com a formação rápida do duelo, o jogo ficou muito deep. Depois que os stacks ficaram parelhos, Saulo e Francisco decidiram fazer um acordo. Eles ficaram com R$ 873.150 cada e o grande campeão com R$ 194.000 extras.

“No heads-up, para a gente que é profissional, temos uma ligeira vantagem contra um recreativo. O Neto é um cara excepcional, mas eu tinha uma vantagem no jogo deep porque é um jogo muito mais técnico. Comecei atrás, mas de pouquinho em pouquinho eu consegui chegar até a cravada”, falou Saulo.

Antes da mão final, Saulo havia construído uma grande vantagem após passar um blefe em Francisco. Na sequência, em um cooler jogado, Saulo completou uma sequência no river e Francisco havia trincado JJ no flop. Não teve escape. Nesse momento, o campeão explodiu de alegria, chorando copiosamente no chão.

Apesar da derrota no heads-up, Francisco Neto comemorou o brilhante resultado. “Dever cumprido. Eu não esperava chegar na mesa final, ainda mais segundo lugar. Fica aquele gostinho de quero mais, podia ter feito diferente. Mas não posso lamentar, meu adversário era muito forte. Ele ganhou o torneio naquele blefe. Foi merecido”, exaltou.

Saulo Sabioni bateu o field de 2.807 entradas do BSOP Millions, deixando vários craques para pelo caminho. Ele também citou dois papos que ajudaram no rumo dele. “No final do Dia 4, eu conversei com dois caras que são inspirações pra mim: o Felipe Boianovsky e o Yuri Martins. Uma conversa rápida, 20 minutos com cada, mas pra mim significou muito pelo mindset de campeão deles. Aquilo me deu uma energia bacana”, declarou.

Assim termina o BSOP Millions 2017, encerrando a 12ª temporada do maior torneio do Brasil e da América do Sul. Saulo Sabioni escreveu, definitivamente, o nome nessa riquíssima história. Você já pode colocar na agenda: entre os dias 25 e 30 de janeiro de 2018, o BSOP volta para o WTC Sheraton, em São Paulo, para começar a escrever novos capítulos.

Confira como aconteceram toda as eliminações da mesa final:

8º lugar – Henry Nóbrega – Santa Luzia/PB – R$ 133.550

Blinds 150.000 / 300.00 com antes de 40.000

Thiago Enrique abriu raise 600.000 fichas e Saulo deu call do botão. A ação chegou em Henry no small blind, que tinha acabado de levar uma fatiada. O paraibano foi all in de 1.990.000 fichas, Thiago foldou e Saulo pagou. No showdown, o AJ de Henry não superou o AK de Saulo no board KT587.

7º lugar – João Pedro Passamani – Vitória/ES – R$ 183.360

Blinds 200.000 / 400.00 com antes de 50.000

A dinâmica da eliminação de João foi semelhante a anterior. Saulo abriu raise de 900.000 fichas do hijack e levou call do chip leader Francisco no small blind. João Pedro, do big blind, foi all in de 7.790.000, Saulo foldou e Francisco pagou com AQ, à frente do AJ do conterrâneo. O flop veio QT9, abrindo duas pontas para João, que não vieram no turn 4 e river 5.

6º lugar – Daniel Almeida – Curitiba/PR – R$ 239.850

Blinds 200.000 / 400.00 com antes de 50.000

O curitibano Daniel Almeida levou uma bad beat de Felipe Pasqual e ficou com apenas três blinds. Ele foi all in de 1.130.000 fichas com 33 e levou call de Thiago Enrique J7. O curitibano perdeu o coin flip no board ATJ88. No flop, Thiago ainda ficou flush draw, deixando Daniel com um out.

5º lugar – Thiago Enrique Vaca – Cuiabá/MT – R$ 298.350

Blinds 250.000 / 500.000 com antes de 50.000

Rafael Ortolan deu limp do cut off, Saulo Sabioni aumentou para 1.500.000 fichas e o jovem Thiago Enrique Vaca foi all in de 10.685.000 fichas. Rafael foldou, mas Saulo deu instacall e rapidamente mostrou AA. O jovem tinha AJ e o milagre não veio no board 8536A.

4º lugar – Felipe Bozzetti Pasqual – Farroupilha/RS – R$ 356.950

Blinds 300.000 / 600.00 com antes de 100.000

Felipe Bozzetti Pasqual tinha sobrevivido no torneio após dar uma bad beat em Daniel, mas foi eliminado também de jeito doloroso. Ele foi all in do small blind de 7.450.000 e Saulo pagou do big blind. O gaúcho estava na frente com 88 contra o A7, de Saulo e tudo corria bem até o turn, quando o board mostrava T249, mas um A apareceu no river e decretou a eliminação de Felipe.

3º lugar – Rafael Ortolan – Campo Novo/MT – R$ 446.800

Blinds 300.000 / 600.00 com antes de 100.000

Logo depois da queda de Felipe, Francisco abriu raise para 1.600.000 fichas. Rafael foi all in de 8.475.000 e levou call do adversário. O jovem tinha AQ e Francisco K5. O board veio 9TQK6.

2º lugar – Francisco Neto – Vila Velha/ES – R$ 873.150*

1º lugar – Saulo Sabioni – Campo Grande/MS – R$ 1.067.150*

Saulo completou o blind, Francisco aumentou para 2.400.000 e o sul-mato-grossense pagou. O flop veio 4QJ, Francisco deu check, Saulo apostou 1.200.000 e o rival deu click raise para 2.400.000, levando outro call. No turn, um 6, ambos deram check. O river veio um K. Neto apostou novamente 2.400.000 e Saulo foi all in com mais fichas. Francisco, 11 milhões, deu call e mostrou JJ. Saulo jogou na mesa T9 e saiu para fazer a festa.