COMPARTILHAR
Ricardo Nakamura - BSOP Floripa
Ricardo Nakamura - BSOP Floripa

Em 2012, quando o BSOP iria iniciar a sétima temporada, a organização do maior circuito de poker do hemisfério sul decidiu modificar o sistema de pontuação para privilegiar os jogadores mais regulares. Desde então, apenas profissionais acabaram se sagrando campeão brasileiro de poker.

Chegando na reta final da 13ª temporada, o recreativo Ricardo Nakamura está disposto a quebrar a hegemonia dos profissionais. Atualmente, o médico está na segunda colocação no ranking geral somando 2.085 pontos, estando apenas 320 pontos do líder Saulo Sabioni.

VEJA MAIS: BSOP Floripa começa hoje com 1-Day High Roller e Start-Up; confira a programação

Apesar de não ter o poker como principal atividade, Nakamura possui mais de dez títulos do BSOP, sendo três apenas neste ano, além de nove mesas finais.

Em entrevista ao SuperPoker, o recreativo falou sobre o tabu, as dificuldades de alcançar o título do maior circuito de poker do hemisfério sul e falou um pouco da estratégia que irá adotar. Confira:

Ricardo Nakamura - BSOP Floripa
Ricardo Nakamura – BSOP Floripa

Nas últimas temporadas do BSOP, os campeões foram jogadores profissionais, como está a disposição para quebrar este tabu?

Vamos tentar até o fim. Sei que é difícil, principalmente no Millions, pois vai ser uma maratona de torneios em que terei que jogar muitos eventos e fazer bastante ponto, porque o pessoal que está nas primeiras colocações é muito bom e experiente. Além de um pouco de sorte, tentar jogar o melhor para chegar na ponta.

Já existe uma estratégia definida nessa reta final? Pretende fazer multi table?

Sim, tem que fazer. Como são diversos torneios e existem turbos que duram apenas um dia, tem que jogar praticamente todos e focar em alguns outros. As competições que duram mais de três dias, possivelmente jogarei apenas no Main Event e focar no Mixed Games, em que os fields são menores e pontuam bem.

Sua especialidade é o Mixed Games, em que possui dois títulos de 8-Game no BSOP. Os jogos mistos podem sem o diferencial nessa disputa?

Eu acho que sim. O principal fator é os fields serem menores e possuírem muitos jogadores menos experientes nas modalidades, pois são jogos menos difundidos em que material para estudo é escasso. Por esse motivo, quem tem mais experiência e estuda mais, possui uma vantagem maior nesse tipo de torneio.

Ricardo Nakamura - Campeão 8 Game - BSOP SP 1
Ricardo Nakamura – Campeão 8 Game – BSOP SP 1

Mesmo sendo conhecido por conquistar diversos títulos nos jogos mistos, na última etapa você acabou se sagrando campeão do Start-Up, segundo maior torneio do evento. Como foi somar mais esta conquista?

Foi bem legal. O torneio somou mais de 540 entradas e ganhar um torneio com esse número de jogadores não é fácil (risos). Foi muito gratificante e possibilitou se aproximar ainda mais dos líderes.

Como o senhor está se sentindo nessa briga pelo principal título do poker brasileiro?

Estou me sentindo recompensado. Sei que vai ser muito difícil, vai ser uma maratona e os jogadores que estão na disputa são grandes jogadores e muito experientes. Vou tentar fazer o meu melhor e ver o resultado no final.

A partir de segunda feira (15), às 14h30 (horário de Brasília), o SuperPoker irá transmitir todas as emoções do Main Event do BSOP Floripa. A equipe será composta por Victor Marques, Vini Marques, Fabio “Deu Zebra” Monteiro e Gabriel Otranto.

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.