COMPARTILHAR
Roberly Felício - Campeão do Colossus - WSOP 2018
Roberly Felício - Campeão do Colossus - WSOP 2018

O dia 7 de junho de 2018 vai ficar marcado para sempre na história do poker brasileiro. Afinal, foi neste dia que Roberly Felício colocou seu nome na seleta lista de brasileiros donos de um bracelete da WSOP. O jogador de Anápolis (GO) foi o campeão do Colossus, superando um field de incríveis 13.070 entradas, faturando nada menos do que US$ 1 milhão.

Aos 49 anos e jogador recreativo, Roberly é um grande exemplo do que faz o poker ser amado por milhões de pessoas pelo mundo. Ele começou no jogo há apenas quatro anos e, desde então, estudou e acompanhou os maiores craques brasileiros. Agora, devido a seu esforço, alcançou uma glória que apenas três outros jogadores do país possuem.

Ele acumulava US$ 95 mil em premiações ao vivo até o início do torneio, segundo o HendonMob. O maior resultado do goiano antes disso era de quase US$ 39 mil, pela quinta colocação no Main Event do LAPT Viña del Mar, em 2016. Além da forra milionária, ele se junta a Alexandre Gomes, André Akkari e Thiago Decano.

Roberly se segurou no início da mesa final, jogando poucos potes, e chegou a ter o menor stack quando restavam cinco jogadores. Em uma sequência impressionante de mãos, que incluiu receber um hero call e puxar o pote com A-high, ele chegou a liderar o torneio.

Na volta do break, no entanto, o goiano perdeu uma série de pequenos potes e, com a subida dos blinds, ficou com um stack reduzido. Com o 4-handed se arrastando por horas, Roberly manobrou o menor stack por vários níveis, mas foi direto para o topo ao dobrar o stack duas vezes seguidas, com K7 x QT e JJ x AK.

Após mais algum tempo de 4-handed, com os stacks ficando cada vez menores pelo aumento dos blinds, veio o momento chave para o brasileiro. Scott Margereson foi all in com A6 e Roberly pagou com 99, segurando e assumindo a liderança do 3-handed.

O heads-up foi formado após Sang Liu eliminar Joel Wurtzel na terceira colocação. Roberly começou com vantagem de 35 milhões contra 30 milhões do americano. Em jogo, além do bracelete, estavam US$ 500 mil a mais na premiação.

O heads-up foi dos mais emocionantes. Em all in com J8 contra o JT de Liu no board J73, Roberly acertou um 8 milagroso no river para evitar a eliminação no segundo lugar e ficar em vantagem com 60 milhões contra 5 milhões do americano. Parecia que o torneio estava acabado, mas Liu ainda conseguiu reverter e chegou a empatar a disputa.

No entanto, com apoio de uma multidão, que contava com André Akkari, Felipe Mojave, Fred Dabus, Thiago Decano, Bruno Foster, entre outros, veio o momento que os brasileiros esperavam desde a vitória de Decano, em 2015. Após abrir vantagem, Roberly selou a fatura em all in pré-flop de AJ contra A6 de espadas de Liu, ainda sofrendo no flop 254, com duas de espadas, mas segurando até o river para a explosão da torcida.

Confira a classificação final

1 – Roberly Felício – US$ 1.000.000
2 – Siang Liu – US$ 500.000
3 – Joel Wurtzel – US$ 300.000
4 – Scott Margereson – US$ 220.040
5 – Timothy Miles – US$ 166.091
6 – Song Cheo – US$ 126.158
7 – Gunther Dumsky – US$ 96.431
8 – John Racener – US$ 74.178
9 – Steve Jones – US$ 57.427

A cobertura do SuperPoker na WSOP é patrocinada pelo Bodog e conta com o apoio do H2 Club e do BSOP. Clique aqui para abrir sua conta no Bodog.