COMPARTILHAR

Para se dar bem no poker, tão importante quanto saber extrair valor de suas mãos fortes é saber foldar o topo do seu range quando acredita estar atrás. O “Tá na mão” com Victor Begara, o “Headão”, trata exatamente de uma situação assim.

No BSOP Curitiba, o profissional conseguiu fazer um full house segurando 22, mas fez a leitura correta e foldou, apenas para ver que o adversário realmente estava à frente com uma quadra. Confira.