COMPARTILHAR
Luiz Hota - BSOP Gramado
Luiz Hota - BSOP Gramado

Em 2017, a organização do BSOP inseriu uma grande novidade no Millions, mesas de Sit & Go. Nesse formato, a competição possui apenas uma mesa e os melhores colocados acabam recebendo premiação. A grande vantagem é que diferente dos torneios, a disputa é breve, além de muito descontraída.

Na última etapa, no BSOP Gramado, Luiz Hota se registrou no Dia 1B do Main Event, mas acabou não se dando muito bem. Decidido a engatar no Dia 1C, o jogador resolveu aguardar no salão o início do último classificatório e engatou no Sit & Go. “Como não tinha outro evento para jogar, ao invés de eu apenas ficar aguardando, resolvei jogar o Sit & Go, foi mais para passar o tempo”, recordou.

VEJA MAIS: Ricardo Souza leva uma das oito vagas em satélite para o BSOP Millions

O que era para ser um simples passatempo, se tornou um ótimo investimento, pois Luiz não só conseguiu a vaga para o Main Event como também chegou na terceira colocação do torneio. Com o resultado, o paranaense transformou o pequeno investimento de R$ 400 em R$ 119.830, um ROI de quase 30.000%.

O paranaense festejou o expressivo resultado. “Para quem é recreativo como eu, a glória é estar naquela foto dos primeiros colocados. Foi a minha primeira mesa final e conseguir ficar na frente de jogadores muito melhores do que eu, mostrando que qualquer pessoa pode chegar no maior circuito do país e entre os primeiros. É o único esporte que você pode competir com os melhores, os profissionais, com os ídolos em uma mesma disputa. Isso é muito bacana”.

Pódio do Main Event do BSOP Gramado
Pódio do Main Event do BSOP Gramado

O jogador aproveitou a oportunidade para parabenizar Régis Kogler, o campeão do Main Event. “Foi extremamente justo o resultado final. Fiquei feliz, pois quem venceu foi o cara mais preparado, realmente a justiça foi feita. Foi uma honra ter dividido a mesa com ele, uma pessoa extremamente querida, que me tratou como igual”.

Trader da Bolsa de Valores, Luiz é um amante do esporte da mente, sempre que possível está presente nas etapas do BSOP. “Como eu posso trabalhar remotamente, faço minha agenda de acordo com os eventos de poker. Quando soube da etapa de Gramado, eu ‘juntei a fome com a vontade de comer’, viajei com minha família inteira, tive um evento e Porto Alegre e depois fui para a cidade disputar a etapa”.

VEJA MAIS: Bad beat cruel definiu título de Campeão Brasileiro de Poker no BSOP Millions 2017; relembre

O competidor comentou sobre a excelente e viável opção para os jogadores que sonham em disputar um grande evento, mas não possuem bankroll. “Ouço muito as pessoas falarem que não jogam um BSOP devido ao valor da entrada, mas as vezes acabam se esquecendo que existem essas opções como o satélite e o Sit & Go. Caso não consiga a vaga, pelo menos você está ali no salão e sente a atmosfera do lugar, pois é magnífico”.

Luiz continuou falando sobre a facilidade. “Todas essas possibilidades de disponibilizar uma oportunidade dá pessoa chegar lá é muito legal. O Sit & Go talvez seja o mais inteligente, pois você sente várias sensações diferentes. A jogabilidade dele é muito legal, o sistema é muito bacana. Tem tudo para bombar ainda mais, pois a ideia de você investir R$ 400 e jogar um torneio muito bacana, confraternizar com o pessoal e ainda ter a oportunidade de disputar um torneio que pode pagar mais de R$ 1 milhão como o BSOP Millions, é algo maluco”.

Além da oportunidade de jogar um grande torneio investindo muito pouco, o recreativo destacou outro grande ponto do Sit & Go. “Uma coisa muito bacana de se salientar sobre o Sit & Go do BSOP: o horário, pois é só formar a mesa e você pode começar a jogar, já que a maioria das pessoas trabalham e tem um espaço bem reduzido para se divertir por causa da agenda lotada. Essas pessoas conseguem jogar e também tem o atendimento. O pessoal que é responsável por isso no Sit & Go é o que tem de melhor, pois a forma que se relaciona com as pessoas, de forma diferenciada, um contato mais pessoal, mais descontraído, é muito bacana. Recomendo!”

VEJA MAIS: Líder desde o começo da FT, Gustavo Azevedo crava o Omaha Choice do MasterMinds 13

O recreativo também falou como o esporte contribuiu no sucesso da sua profissão. “Eu uso o poker como um treinamento. Como trabalho no mercado financeiro há 15 anos, ele é uma forma de preparar minha mente, o mindset, para a mudança de probabilidade o tempo todo, o preparo emocional para ganhos e perdas, saber que o resultado não vem em um curto prazo, mas sim no longo prazo, você fazendo o certo por um longo período, que a sorte e o azar é só se você analisar um pequeno espaço de tempo, mas em um longo período é o esforço que prevalece. O jogo acaba sendo uma representação fiel da vida”.

Apesar de estar acostumado com a adrenalina de trabalhar na bolsa de valores, Luiz revelou que a noite anterior à decisão foi de pura ansiedade. “Mesmo sendo só um hobby e tendo essa loucura no meu dia-a-dia, eu não tive sono, não consegui dormir. A solução foi ligar o computador e assistir ao Dia 3, que tinha acabado de concluir”.

Luis Hota - BSOP Gramado
Luiz Hota – BSOP Gramado

Animado com o grande resultado, Luiz confirmou presença no BSOP Millions e disse que o objetivo é melhorar a performance. “Foi bacana a primeira experiência, foi maravilhosa, mas agora eu vou em busca do troféu de primeiro lugar. A próxima vez que formos conversar, vai ser comigo tendo o troféu de primeiro”.

Sobre dar o buy-in direto ou tentar mais uma vaga no Sit & Go, o recreativo não titubeou. “Depois dessa, com certeza vamos se aventurar primeiro nele, antes de pagar a entrada no evento principal. É uma dica para todo mundo, pois até a pressão do dinheiro diminui”.

Abra a sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.