COMPARTILHAR
Chris Ferguson - WSOP 2017
Chris Ferguson - WSOP 2017

Normalmente, a cerimônia de coroação do Jogador do Ano da WSOP, que ocorre durante a edição do ano seguinte, é um momento de celebração. Aquele que teve o melhor desempenho na temporada passada recebe os aplausos e o reconhecimento de seus pares, além de ter um banner com sua foto exposto de forma definitiva no Rio Casino & Hotel.

A cerimônia de 2018, no entanto, tem tudo para ser diferente e recheada de vaias. Isso porque o líder do ranking é Chris Ferguson, o “Jesus”, uma das pessoas mais odiadas do poker mundial devido ao seu envolvimento no escândalo do FullTilt Poker, que deixou milhares de jogadores no prejuízo, pelo menos até a compra do site pelo PokerStars.

Ferguson somou 898.46 pontos, em uma performance que contou com o número recorde de 17 ITMs, mas nenhum bracelete dourado. Apesar disso, ele chegou perto de conquistar a sexta joia em duas ocasiões, terminando com o vice-campeonato no Evento #72 ($10,000 Seven Card Stud Championship) e na quarta posição do Evento #51 ($10,000 Pot-Limit Omaha Hi-Lo 8 or Better Championship). A segunda colocação é de Ryan Hughes, com 876.35 pontos, seguido por John Monnette, com 865.21 pontos.

Chris Ferguson – WSOP 2000

Por liderar o ranking ao fim dos eventos da série em Las Vegas, Ferguson ganhou o buy-in de €10.000 para o Main Event da WSOP Europe. A parte europeia da Copa do Mundo do Poker acontecerá em Rozvadov, na República Checa, e contará com 11 eventos no total, dando a alguns jogadores a chance de ultrapassar “Jesus” no ranking e evitar o que seria uma cena constrangedora. Seis anos após a Black Friday, o pior dia da história do poker, o jogo pode acabar coroando um dos responsáveis pelo escândalo com uma das maiores honrarias desse meio.

Nas redes sociais, não faltaram comentários sobre o absurdo da situação. Um tweet do americano Nathan Meyvis foi um dos mais populares, ironizando a liderança de Ferguson e ressaltando o maior personagem da WSOP 2017: “Se Chris Ferguson ganhar o Jogador do Ano da WSOP, eles deveriam fazer um banner para ele como fazem para os outros, mas tampar com uma gigantesca imagem de John Hesp”.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.