COMPARTILHAR
Vinícius Pinheiro - BSOP Brasília
Vinícius Pinheiro - BSOP Brasília

Quando foi divulgada a lista dos 32 brasileiros melhores classificados no ranking GPI (Global Poker Index) e, consequentemente, aptos a jogar o Top do Brasil no BSOP Brasília, Vinícius Pinheiro lamentou sua ausência, mas não percebeu que havia algo errado. Foi só após o questionamento de amigos que ele resolveu verificar a lista.

“Eu fui ver o ranking e percebi que estava faltando pontuação ali”, contou. “Entrei em contato com eles e encontraram que os  meus resultados anteriores a 2017 estavam em outro nome. Perguntaram se eram os meus, confirmaram com o BSOP para esclarecer e unificaram os resultados, daí eu cheguei lá na frente.”

VEJA MAIS: Pedro Padilha vence Freeroll Diamond do BSOP Brasília e garante lugar no PokerStars Players Championship

Com a atualização do ranking colocando Vinícius entre os qualificados, a organização do BSOP decidiu expandir o número de jogadores para 33, incluindo o gaúcho e mantendo o convite a todos que já tinham confirmado. A alegria foi grande, já que até a correção se tornar oficial, ele teve que passar por uma sofrida espera.

Vinicius Pinheiro - BSOP SP
Vinicius Pinheiro – BSOP SP

“Foi gostoso porque eu fiquei uma semana aguardando”, explicou. “Atualizaram uma parte do ranking e ainda não dava, daí atualizaram de novo e eu entrei, daí foi só alegria. É uma satisfação esse tornieo, acho que é o com field mais qualificado que já teve aqui.”

VEJA MAIS: Tiago Magalhães fala sobre a vida pós título do BSOP e expectativa para o PSPC: “me preparar bem”

Apesar do field cheio de grandes nomes, o gaúcho de Tramandaí conta que se sente preparado. “Eu estou acostumado a jogar com eles nos eventos, pois jogo bastante os High Rollers”, disse. “Eu tenho um volume muito menor de jogo, porque jogo 500 horas por ano e eles jogam isso no mês (risos), mas eu tenho um feeling no live muito bom, uma leitura bem interessante. Não me coloca em vantagem, mas não me deixa muito atrás na questão de ter chance de cravar.”

Vinicius Pinheiro - BSOP SP

Mesmo antes de o torneio começar, a vida de Vinícius e de outros 31 jogadores ficou mais fácil. Campeão do Freeroll Diamond, Pedro Padilha não poderá jogar o torneio, já que o PokerStars não permite que o mesmo jogador ganhe dois Platinum Passes. “O favorito já ficou para trás (risos)”, comemorou o gaúcho. “Muito legal, o Padilha está voando, eu joguei o High Roller One Day de São Paulo com ele, cheguei em quinto e ele cravou, é um guri que está jogando muito e está confiante, isso é importante.”

Mesmo que a vaga para o PokerStars Players Championship não seja conquistada no Top do Brasil, Vinícius considera jogar o torneio. “É um torneio ‘infoldável’, resumiu. Por tudo, pelo evento, pelo passeio, pelo field, que vai estar bem bacana. Acredito que terá um field bem distinto e polarizado, como aqui no High Roller, você acaba escolhendo contra quem jogar.”

Abra sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.