COMPARTILHAR
Neto Ferrarezi tem uma história incrível no SCOOP 2021
Neto Ferrarezi tem uma história incrível no SCOOP 2021

Toda grande série de torneios online é uma oportunidade de belas forras para aqueles que costumam jogar mais barato. É o caso de Luiz Ferrarezi Neto, mais conhecido apenas como Neto ou “Netão”. Anestesista formado há 18 anos, o jogador natural de Fernandópolis (SP), mas hoje morando em Sinop (MT), foi o protagonista de uma história das mais interessantes durante o SCOOP 2021. Sob o nick “xylo34”, ele terminou em quinto no Evento #98-Medium (US$ 109 Mini Super Tuesday), garantindo uma forra de US$ 23.174.

VEJA MAIS: Pedro Padilha revela números incríveis da forra no mês de séries: “Missão cumprida”

O prêmio fica bem longe das maiores forras brasileiras no evento, mas as circunstâncias que envolveram o resultado são incríveis. Desde o início da pandemia de Covid-19 no Brasil, Neto tem estado na linha de frente do combate ao vírus. “Quem intuba paciente com Covid aqui na cidade só somos nós, eu e minha equipe”, contou em entrevista ao SuperPoker. “Somos uma equipe de oito anestesistas, e todos os intubados por Covid na cidade inteira somos nós que intubamos, porque somos anestesistas e temos mais habilidade pra isso, então resolveu-se fazer isso. Então, eu trabalho bem em contato com a Covid o tempo todo.”

Depois de um ano trabalhando na UTI Covid, ele entrou na lista de infectados em fevereiro. Obrigado a ficar isolado dentro de casa para evitar o contágio da esposa e da filha, Neto se trancou em uma suíte da casa e aproveitou o tempo livre para praticar o poker, uma paixão em sua vida. “Liguei pros amigos que jogam pra time de poker, e falei pra eles ‘ó, agora nesses próximos dez dias, eu vou ser jogador de poker junto com vocês, me coloquem na rotina de vocês aí, porque tudo que vocês fizerem, eu vou querer fazer também”’, explicou. “A gente acordava cedo, estudava poker de manhã, revisava as mãos que a gente jogou, e depois começava a jogar lá pelo meio-dia e ia até umas 21h”.

VEJA MAIS: Você consegue? Kevin Martin larga KK pré-flop e se livra de maldição

A dedicação logo deu resultado, e Neto cravou um Bounty US$ 7,50 no PokerStars, faturando cerca de US$ 3 mil ao superar mais de 6 mil entradas. Recuperado da Covid, ele voltou ao trabalho, mas logo veio outra emergência médica: uma apendicite. Operado, ele novamente foi obrigado a ficar em repouso. “Aproveitei que estava tendo SCOOP e engatei no jogo”, contou. “Nesses dez dias de recuperação no pós-operatório de apendicite, consegui esse resultado gigantesco. Foi o maior resultado da minha vida com certeza, ainda mais eu que sou recreativo, jogo pouco. Negócio gigantesco pra mim.”

Neto Ferrarezi no momento de lazer e no de trabalho
Neto Ferrarezi no momento de lazer e no de trabalho

A história não para por aí. Sempre cuidadoso para jogar apenas torneios dentro de seu bankroll, normalmente jogando até buy-in US$ 22, sua vaga no evento de US$ 109 veio através de um satélite de apenas US$ 5,50. “Eu gosto muito de jogar satélites, principalmente quando tem esses eventos grandes, séries e tal”, explicou. “Sempre converso com os amigos no Skype, e eles jogam SCOOP de US$ 109, US$ 55. Eles me falaram que tinha satélite, eu fui lá e puxei a vaga num satélite de US$ 5,50 do Mini Super Tuesday e fui pro torneio. O negócio começou a andar, passei pro Dia 2, meu jogo estava caminhando bem, e conseguimos chegar na FT, foi uma das maiores emoções que tive na vida.”

VEJA MAIS: Gustavo Vascão leva um out em split pot cruel contra “ALLinPav”; assista

Apesar da queda na quinta colocação, mesmo chegando a liderar a mesa final, a tristeza sentida pela eliminação foi passageira. Principalmente com toda a emoção e comemoração com os amigos no Skype. “É impressionante o que o poker faz com a gente, eu tinha uns amigos acompanhando, fizemos uma gritaria, ainda cheguei a ser CL da FT, mas aí o baralho começou a judiar. Fizemos o que tinha que fazer, mas caímos em quinto, foi uma emoção espetacular, coisa de louco. Quando caí, eu fiquei muito triste, chorei até. Todo mundo sabe o quanto sou apaixonado pelo poker, o quanto eu estudo e gosto, só não consigo fazer volume. Estava com meus amigos no Skype e todos emocionados, chorando, foi muito bom.”

Essa não foi a única vez em que Neto foi levado às lágrimas pelo poker. Em 2016, o recreativo chegou à reta final do Main Event do BSOP Millions. “Tomei a maior bad da minha vida nesse daí, caí em all in triplo, saiu em todos sites de poker. Tomei um out, chorei pra caramba, de verdade”, admitiu. “Eu tinha AA, fui all in de uns 13 blinds, Yuri “TheNERDGuy” pagou de AQ, e o Hirata pagou de QQ. Bateu a última Q do baralho no flop e eu fui eliminado na maior reta da minha vida, nunca vou esquecer aquilo, só de lembrar já começo a arrepiar, foi triste. O resultado foi bom, mas foi doloroso.”

VEJA MAIS: Apostador lendário perde US$ 2,4 milhões em famosa corrida de cavalos

Apesar de não ter o poker como sua principal fonte de renda, não falta experiência para Neto, que conheceu o jogo em 2013. De lá para cá, o anestesista fez o curso do QG Akkari Team e teve como coaches e mentores nomes como Gustavo Rêgo, Raul Oliveira e Renan Bruschi. Além disso, o estudo do jogo é algo recorrente na vida do paulista. “Depois disso, estudo individualmente mesmo, sozinho”, falou. “Por ser médico, também gosto muito de estudar, sempre gostei, e estudar o que eu gosto, que é poker, é muito bom pra mim. É muito divertido, estou sempre evoluindo.”

Amigos fazem a alegria de Neto Ferrarezi no poker
Amigos fazem a alegria de Neto Ferrarezi no poker

A dedicação à medicina impede Neto de colocar um volume maior nas mesas e, por exemplo, tentar a entrada em um time. Ainda assim, ele pratica o hobby favorito online enquanto aguarda o retorno do circuito ao vivo que costuma jogar em Mato Grosso. O maior resultado no esporte da mente contou com dedicatória. “Em primeiro lugar, agradeço a Deus. Queria agradecer também minha esposa, que tem paciência de eu entrar no quarto e jogar 10, 12 horas. Ela entende, sabe o quanto eu gosto, respeita muito. Eu também respeito ela, não sou de jogar todo dia até por isso, para ficar com ela e minha filha, lógico. Então vai para minha esposa Érica, minha filha Pietra, e meus amigos que estavam acompanhando. São meus brothers mesmo, meus irmãos do poker, o Wellington, Lucas e o Jaques, sempre estamos juntos, conversamos no Skype, tiramos dúvidas de mãos e coisas assim, então queria dedicar a eles também. E agradecer toda a equipe do SuperPoker, que eu sou fã demais, assisto tudo que vocês fazem, gosto para caramba”.

Abra sua conta no maior site de poker do mundo clicando aqui.

Confira o último episódio do Pokercast:

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

    Você concorda com os termos de uso do SuperPoker, que utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e armazena os seus dados acima solicitados sem finalidade comercial apenas para comunicação direta com você e acesso aos serviços do SuperPoker. Você pode solicitar a remoção dos seus dados pessoais do SuperPoker a qualquer momento.