COMPARTILHAR
Andrés Cacho Korn - Campeão Evento 12 - PokerStars Festival Uruguai
O ano de 2017 continua incrível para Korn

Pelo salão do PokerStars Festival Uruguai andam vários craques do país sede, além de vários grandes jogadores da vizinha Argentina. Quem virou uma das atrações do torneio é o jogador Andrés “Cacho” Korn. O motivo é simples: o argentino fez história em 2017 ao ganhar um evento da WSOP. Esse foi apenas o segundo bracelete dos hermanos na série mundial.

Sempre vestindo a camisa do River Plate – também usada por ele na mesa final que jogou na WSOP – Korn virou uma espécie de celebridade entre os latinos. O PokerStars Festival Uruguai foi tomado por argentinos. No Main Event, por exemplo, eles foram maioria. Era fácil ver Andrés tirar fotos pelo salão com outros jogadores.

O campeão mundial conversou com o SuperPoker e contou como tem sido essa repercussão. “Muito lindo. Todo lugar que eu vou as pessoas me reconhecem, eu sento na mesa e as pessoas me olham mais, fico muito contente, muito mesmo. O reconhecimento é muito lindo”, limitou-se a dizer.

Pouco tempo depois da entrevista, Andrés ainda conseguiu ganhar a cobiçada espada prateada do PokerStars. Ele foi o grande campeão do Evento #12 (US$ 1.100 NLH Unlimited Re-Entries) e levou para casa US$ 15.260, mostrando que está em grande fase em 2017.

Cacho Korn e "hincha" argentina
Cacho Korn e “hincha” argentina

O primeiro bracelete da Argentina foi conquistado em 2015, pelo craque Ivan Lucá. O novo campeão ressaltou o título para o país. “É importante. Creio que para a Argentina, ganhar um segundo bracelete, é muito bom, somado ao resultado de Damian Salas, que chegou na mesa final mais importante do cenário mundial. Foi um momento importante para nós, com muita repercussão”, lembrou.

Cacho Korn também falou sobre a possibilidade desses resultados atraírem novos jogadores. “Pode sim. Essas notícias saíram em todos os meios de comunicação, saiu na FOX, na ESPN, e chegou em muitas pessoas que não sabiam o que se tratavam o poker. Isso pode ser um passo para outras pessoas conhecer o jogo”.

Depois de realizar o sonho de milhares de jogadores de poker, Korn mostrou-se tranquilo em relação a novas conquistas. “Não tenho sonhos próximos assim. Quero jogar tranquilo, igual esse torneio paralelo aqui. Vou passo a passo”, falou.

Assim que a entrevista acabou, o argentino falou: “meu próximo sonho é o River fazer um milagre hoje”. Para a alegria do fanático jogador, esse sonho aconteceu. Ontem (21), o time dele conseguiu um resultado histórico por 8×0 contra o Jorge Wilstermann, depois de perder o jogo de ida pela Copa Libertadores por 3×0.

Cacho Korn

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.