COMPARTILHAR
Felipe Ferraz é um dos seis finalistas do SuperPoker Team Pro
Felipe Ferraz é um dos seis finalistas do SuperPoker Team Pro

O paulistano Felipe Ferraz conseguiu superar a Semifinal Online e avançou à grande decisão do SuperPoker Team Pro. O jogador, que se classificou pelo ranking de julho, é um dos seis que disputarão a final do desafio.

Em entrevista, Felipe Ferraz fez questão de exaltar as experiências vividas até aqui no SuperPoker Team Pro e revelou muita felicidade por alcançar a decisão. Ele disse que encarou todas as disputas com seriedade e contou com o apoio da família, bem como de amigos próximos.

VEJA MAIS: Guilherme Schievelbein festeja vaga na final do SuperPoker Team Pro: “Gratidão”

Sobre a disputa da Semifinal Online, o paulistano contou que exerceu um bom papel desde o princípio. Ele ficou satisfeito com a atuação e conseguiu superar os oponentes na reta final.

Durante a conversa, Ferraz também falou sobre a influência da torcida, elogiou as transmissões das etapas, e também contou um pouco mais sobre o processo de preparação para disputar o título.

Confira a entrevista completa com Felipe Ferraz:

Garantido na final após meses de disputa. Que sensação fica do SuperPoker Team Pro para você até o momento?
Difícil descrever em palavras o que eu senti naquela noite. Primeiro, uma sensação de felicidade por conseguir a vaga, satisfação por alcançar mais este objetivo e uma imensa sensação de preenchimento e gratidão por tudo que vem sendo este desafio para mim. Estou bem feliz!

Felipe Ferraz - SuperPoker Team Pro
Felipe Ferraz – SuperPoker Team Pro

O que pode falar sobre sua trajetória na Semifinal Online até garantir a vaga?
Desde março, estou em quarentena com meus pais. Na semana da semifinal, eu resolvi ir fazer quarentena na casa de um amigo que mora sozinho, acabou coincidindo e ajudou o fato de eu jogar mais concentrado. E mesmo distante, minha mãe, meu pai e minha irmã estavam na torcida.

Minha trajetória no começo da Semifinal foi muito boa, a estrutura dos blinds também favoreceu muito o jogo, deu para jogar tranquilo. Consegui puxar potes importantes que quase triplicaram meu stack inicial e me colocaram na liderança do torneio já no quarto ou quinto nível. Isso me deu confiança e tranquilidade para continuar jogando sem precisar acelerar o ritmo.

No restante do torneio, tomei boas decisões e quando precisei runnei bem, estava em um dia muito inspirado. Cada quebra de mesa era um passo a mais ao objetivo, e quando rolou a mão final e vi que tinha conseguido, foi muito emocionante.

VEJA MAIS: Alex Victor sobre final do SuperPoker Team Pro: “Feliz e emocionado”

Avisou amigos e família para torcer na semifinal? Como foi a reação deles com sua vaga entre os seis?
Eu estava tão focado na preparação que acabei não passando o link para alguns amigos, mas em um dos intervalos acessei a transmissão e compartilhei com a família e alguns amigos. Inclusive, recebi uma foto da família assistindo na sala de casa, que cena linda! Poker em horário nobre de uma quarta-feira, competindo com o futebol (risos).

A repercussão na família e amigos foi a melhor possível, a torcida tá grande! Foi muito legal receber as mensagens de apoio. Agradeço a todos pela torcida. em especial à minha mãe: Te amo.

O que você vai levar do SuperPoker Team Pro para sua vida?
Foram muitos aprendizados desde o lançamento em abril. Tem sido uma grande experiência de auto-gestão, planejamento, estudo e esforço/dedicação.

Lembro do primeiro dia que li sobre o desafio, li o regulamento, vi todos os tutoriais para abertura de conta e validação do cadastro. Depois, foquei em entender o sistema de pontuação.

Nos dois primeiros meses, fiquei em 32º (faltou a FT), a cobrança sobre mim mesmo já estava grande. Em julho, comecei bem a disputa, continuei focado e deu certo. Levarei esses aprendizados para todos os meus desafios pessoais e profissionais, eu acredito que é possível atingir os resultados almejados com auto-gestão, planejamento, estudo e esforço/dedicação.

VEJA MAIS: Ricardo Lima comemora final no SuperPoker Team Pro: “Feliz com meu rendimento”

Como foi ser transmitido ao vivo pela equipe SuperPoker para centenas de pessoas?
É muito prazeroso, divertido e gratificante ver todo o carinho e amor que o SuperPoker tem pelo esporte, é muito bom compartilhar esses momentos com vocês. Obrigado!

As falinhas do Edu e do Kalil são patrimônio do poker brasileiro. Rolou um “Que call foi esse, hein, Felipe. Desconfiado…” do Sequela. E o melhor comentário da transmissão, na minha humilde opinião, foi o “que homem!” do Kalil. Eu já assisti três vezes à transmissão (risos). Estou ansioso para saber como vai ser a transmissão da final.

Qual é a sua expectativa para a grande decisão?
A principal expectativa é vencer e me tornar o SuperPoker Team Pro, mas também tenho consciência que isso não depende só de mim, é um conjunto de fatores. Por isso, eu garanto que irei curtir cada segundo dessa final, é uma honra ter chegado até aqui.

Como pretende se preparar para a final?
Vou seguir com o que estava fazendo, estudando e grindando. Um passo de cada vez.
Cuido da parte física e emocional. Atividades físicas e terapia são ferramentas que me auxiliam muito.

Gostaria de mandar um recado para os outros finalistas?
Que eles curtam também este momento, nós sabemos o quão dificil foi chegar até aqui!

Confira o último episódio do Pokercast:

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.