COMPARTILHAR
Lance Bradley
Lance Bradley

Lance Bradley é editor-chefe do site PocketFives e passou um ano inteiro vestindo a mesma camisa. O motivo não era superstição ou a falta de roupas no armário, mas sim uma aposta realizada contra Antonio Esfandiari.

Durante a WSOP 2016, Esfandiari apostou US$ 8 mil, mais de R$ 25 mil, que Bradley não usaria a mesma camisa por um ano inteiro. As regras permitiam que ele não usasse a roupa em casa, mas qualquer saída precisava contar com o vestuário.

A aposta foi feita como um freeroll, ou seja, se ganhasse, Bradley levaria US$ 8 mil, mas se perdesse não precisaria pagar nada. Ele acabou topando a aposta e, no Dia 5 do Main Event da WSOP 2017, o período de um ano foi completado.

Após vencer a aposta, ele ainda tirou onda. Apareceu no Rio Hotel & Casino usando uma camiseta com a estampa abaixo, fazendo uma montagem com a foto de Esfandiari sobre o prêmio do Big One For One Drop de 2012.

Estampa da camiseta de Lance Bradley
Estampa da camiseta de Lance Bradley

 

O SuperPoker falou com Bradley para entender melhor essa história. Confira.

Como surgiu a ideia da aposta?
Ano passado, na hora da bolha do Main Event, eu estava com Remko Rinkema e Donnie Peters [jornalistas], andando pelo salão, como nós fazemos, e comecei a falar com o Antonio [Esfandiari] sobre os sapatos e meias horríveis que ele estava usando. Se você olhar meu Twitter, verá a foto [confira abaixo], são realmente horríveis. Eu comecei a brincar com ele e ele começou a criticar minha camisa.

Então ele disse: “quanto custa para você usar essa camisa por um ano?” e eu não achei que ele estava falando sério, então respondi US$ 15 mil. Ele disse “isso é muito, que tal US$ 5 mil?” e eu respondi que era pouco, então ele ofereceu US$ 8 mil. Eu pensei que não tinha nada a perder, era um freeroll para mim, então aceitei.

E como você conseguiu cumprir a aposta? Você lavava a camisa todo dia?
A razão pela qual a aposta foi tão boa para mim é que Antonio disse que eu não precisaria usá-la em casa, e eu trabalho de casa. Então, pelo menos cinco vezes por semana, eu passava a maior parte do dia em casa e só colocava a camisa quando precisava fazer compras ou ir para o escritório.

Eu lavava frequentemente, mas não todo dia, senão a camisa não aguentaria. A parte mais difícil é em viagens como esta, em que não tenho fácil acesso a máquinas de lavar, então eu tive que enganar com um eliminador de odores e um tirador de manchas, caso eu derramasse algo nela (risos).

E se você tivesse que ir para um casamento ou algo assim?
Quando nós combinamos a aposta, eu lembro de pensar se tinha algum casamento ou formatura para ir. Eu sabia que teria uma conferência de negócios e também o American Poker Awards, em fevereiro, e pensei que conseguiria dar um jeito. Não sei como faria se tivesse surgido um casamento, então tive sorte nesse sentido, mas a camisa é com listras roxas, então quando eu tive que usar um terno, usei um que se misturasse um pouco com a cor dela.

O que você fará com o dinheiro?
Eu tenho uma filha pequena e nós temos uma viagem para a Disney planejada, então usarei o dinheiro para isso e o que sobrar também irei usar para aproveitar com a família.

Imagino que a sua mulher não tenha gostado muito da aposta…
Eu não sabia como ela iria reagir (risos). Quando fizemos a aposta, era meia noite em Las Vegas e nós moramos na Costa Leste, então mandei uma mensagem falando da aposta, sabendo que ela estaria dormindo. Quando ela acordou, me ligou, perguntou da aposta e morreu de rir. Ela foi incrível, levava a camisa para a lavagem a seco quando eu não podia, passava, me ajudou muito. A minha filha ficou fascinada pela ideia, ela tem apenas sete anos, e, em certo momento, chegou a comprar uma camisa parecida para poder se vestir como o pai, então acabamos nos divertindo muito com isso.

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.

Concordo com os termos de uso e privacidade do SuperPoker, que declara não repassar os dados a outras empresas.